Seguir o O MINHO

Guimarães

Reunião para decidir lista do PS à Câmara de Guimarães acabou sem fumo branco

Eleições autárquicas

em

Foto: Rui Dias / O MINHO

A Comissão Política Concelhia do Partido Socialista de Guimarães reuniu na quinta-feira, dia 22 de julho, para discutir e votar as listas do Partido à Assembleia Municipal e à Câmara, para as eleições autárquicas, marcadas para o dia 26 de setembro. A reunião terminou sem fumo branco no que toca à lista para a Câmara.

Relativamente à lista para a Assembleia Municipal, apresentada pelo presidente do PS Guimarães, Luís Soares, não houve grande polémica. A lista encabeçada pelo recandidato José João Torrinha passou no crivo da Comissão Política com 85% de votos favoráveis.

A questão que ficou por resolver foi a da lista para a Câmara Municipal de Guimarães. Domingos Bragança e o Partido Socialista justificam na imprensa a não apresentação da lista na Comissão Política com o facto de o presidente da Câmara ter estado em isolamento profilático. Contudo, neste tempo em que tudo se faz por vídeo conferência, inclusivamente a reunião da própria reunião da Comissão Política, o atraso parece ter outras razões.

O MINHO sabe que, num primeiro momento, a liderança do PS concelhio quis que Domingos Bragança reservasse uma quota na lista para nomes indicados pelo Partido. Esta posição não foi acolhida por Bragança. Todavia, Luís Soares quer impor o nome de Ricardo Costa como número dois na lista, em vez de Adelina Paula Pinto, atual vice-presidente e a preferida de Bragança. Esta será a verdadeira razão pela qual a lista ainda não foi apresentada na reunião da Comissão Política.

Recorde-se que Ricardo Costa, o atual vereador do Desenvolvimento Económico, disputou a liderança da distrital do PS com Joaquim Barreto, há um ano. Joaquim Barreto venceu, mas Ricardo Costa deu boa réplica e fez uma prova de força em Guimarães, onde, sem o apoio do presidente do PS, Luís Soares, e do presidente da Câmara, Domingos Bragança, obteve o apoio de 60% dos militantes.

Neste momento, Luís Soares, que antes esteve contra Ricardo Costa, ao lado de Bragança, defende a elevação de Ricardo Costa a número dois, contra a vontade do presidente da Câmara.

A promoção de Ricardo Costa colocaria Adelina Paula Pinto na situação delicada de ter que aceitar uma despromoção. No caso da atual vice-presidente não estar disponível para se deixar despromover e sair, abrir-se-ia espaço para entrar mais um nome. Fontes próximas do presidente do PS afirmam que esta é uma situação vista com bons olhos pelo líder concelhio, que assim conseguiria meter mais um dos seus peões na lista para a Câmara.

Populares