Seguir o O MINHO

Região

Quim Barreiros reage ao ‘apagão’ online: “Tudo em baixo? Comigo está tudo em alta”

Facebook Instagram e WhatsApp com problemas esta segunda-feira

em

Foto: DR

“Está tudo em baixo?”, questiona Quim Barreiros. “Estou a falar com a minha namorada por email”, revela o comediante Luís Vieira. “Não me tirem o Tinder”, escreve o futebolista Francisco Geraldes. O já chamado pela comunidade online como “apagão da internet” está a provocar reações também em Portugal, tudo através do Twitter, uma vez que Facebook e Instagram permaneceram offline durante várias horas.

Quim Barreiros sempre foi ativo naquela rede e não se importa muito com o grande trambolhão que o grupo de Mark Zuckerberg parece ter dado hoje. O mestre de culinária, apreciador de bom bacalhau e vizinho prestável – conforme se descreve na rede social que tem como símbolo um pássaro – aproveita o momento para lançar a discussão: “Está tudo em baixo? Comigo e na rede da passarinha está sempre tudo em alta. Aqui no twitter só malta rija, nunca vai abaixo. Concordam?”.

Já o comediante Luís Vieira, de Guimarães, passou a falar com a namorada por email e está a pensar comprar um pombo-correio, enquanto se mostra também preocupado com quem não está naquela rede social.

“Estou a falar com a minha namorada por email” ou “Como é que o pessoal que não tem Twitter sabe das merdas?” são alguns dos ‘tweets’ do também YouTuber e vilão no filme “Estrondo”.

O antigo futebolista de Moreirense e Rio Ave, Francisco Geraldes, mostrou-se preocupado com outra rede social. “Pode ir tudo abaixo, só não me tirem o Tinder”, escreveu o atual médio do Estoril, já conhecido pela perspicácia e sentido de humor.

Em tons mais sérios, a Câmara de Vieira do Minho resolveu inovar, transmitindo um concerto da Feira da Ladra ao vivo no Twitter. “Para passar o tempo nesta noite sem ZUCK divirta-se com os vídeos do nosso You Tube Oficial.”, pode ler-se na conta oficial do município no Twitter.

As redes sociais Facebook e Instagram e o serviço de mensagem WhatsApp, assim como outros serviços associados ao grupo de Mark Zuckerberg, estiveram com problemas ao longo da tarde e noite desta segunda-feira, impedindo o acesso de milhões de utilizadores um pouco por todo o mundo, incluíndo Portugal. Pelas 23:00 horas, os serviços afetados parecem estar a retomar a normalidade.

Populares