Seguir o O MINHO

Guimarães

Primeiro autocarro elétrico da Guimabus já chegou a Guimarães

O passe vai custar 8,60 euros para os residentes com mais de 65 anos

em

Primeiro elétrico da Guimabus. Foto: Guimabus

O primeiro de 22 autocarros elétricos da frota da Guimabus já chegou a Guimarães. A apresentação da frota será em dezembro. A bilheteira para fazer a requisição de passes já está aberta, na Central de Camionagem.

A Guimabus foi constituída pelo Grupo Vale do Ave, empresa que venceu o concurso para a exploração da concessão do transporte coletivo de passageiros, no concelho de Guimarães. A nova concessão devia ter arrancado em março de 2020, mas diversos atrasos no processo, nomeadamente o visto do Tribunal de Contas, atrasaram o início da operação. 

Os autocarros da Guimabus começam a circular, finalmente, a 1 de janeiro de 2022.Entretanto, manter o serviço público de transportes, a Câmara Municipal de Guimarães teve que negociar a extensão da anterior concessão com a Arriva, com um custo para os cofres da autarquia de 2 736 174 euros. 

Já se conhece o preço dos passes

O passe para quem viaja na Zona da Cidade, que inclui o centro urbano e freguesias que circundam a cidade, custará 17,15€ mensais. Para quem resida fora da área da cidade, o passe custará a partir de 28,25 euros mensais, dependendo do trajeto.

O Passe Reformado, para pessoas com reforma antecipada, com idade entre os 60 e os 65 anos e pensão inferior ao salário mínimo nacional, custa 14,35 euros mensais, em toda a rede da Guimabus. As pessoas com mais de 65 anos, que residam no concelho de Guimarães e sejam portadores do Cartão Municipal 65+ pagam 8,60 euros. O Passe Antigo Combatente é gratuito para os ex-combatentes ou suas viúvas.

Populares