Seguir o O MINHO

Futebol

Paços de Ferreira preparado para jogar com Moreirense (que tem 30 infetados)

I Liga

em

O Paços de Ferreira está preparado para defrontar o Moreirense, na sétima jornada da I Liga de futebol, disse hoje o treinador adjunto Samuel Correia, assegurando não haver indicações sobre o adiamento do jogo marcado para sábado. A formação de Moreira de Cónegos tem um total de 30 infetados, entre os quais 21 jogadores e toda a equipa ténica.

Numa semana dominada pelas notícias de um foco de infeção por pelo novo coronavírus no Moreirense envolvendo a maioria dos elementos do plantel, mas também da equipa técnica e estrutura, sobravam as dúvidas sobre a realização do jogo em Moreira de Cónegos, no sábado, e Samuel Correia, que substituiu na conferência de antevisão o técnico principal do Paços, Pepa, que cumpre castigo, adiantou a informação disponível.

“Somos sensíveis a esta situação, que a todos pode tocar, mas não temos indicação de que não há jogo. Vamos sabendo das coisas pelo que vamos lendo. O grupo está focado e preparado para o jogo, como sempre”, disse Samuel Correia.

O treinador adjunto do Paços de Ferreira deu conta de “uma semana normal de trabalho” e confirmou os preparativos para um fim de semana com competição, incluindo a realização dos habituais testes de despistagem, cujos resultados deram negativos.

Moreirense tem 21 jogadores infetados

“Fizemos a observação ao Moreirense, como é habitual com os adversários que defrontámos, embora olhando sempre mais para nós, procurando capitalizar esses bons momentos (da vitória diante do FC Porto, por 3-2, na última jornada)”, acrescentou o técnico.

Samuel Correia frisou que “o grupo atravessa um momento bom”, com sete pontos somados nos últimos três encontros, e assegurou que o Paços prefere sempre jogar 11 contra 11 a ganhar eventualmente jogos na secretaria.

Douglas Tanque continua com problemas físicos e volta a falhar o jogo, numa lista de indisponíveis extensiva aos também lesionados Simão Bertelli, Jorge Silva e David Suahele.

Paços de Ferreira e Moreirense repartem o oitavo lugar, com oito pontos, e, de acordo com a calendarização de jogos da sétima jornada, devem defrontar-se no Parque Desportivo Comendador Joaquim de Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos, no sábado, a partir das 15:30.

Anúncio

Futebol

Gil Vicente espera vencer jogo “difícil” frente a Marítimo com “qualidade”

I Liga

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

O treinador do Gil Vicente, Ricardo Soares, afirmou hoje que os minhotos vão “lutar pela vitória” frente a um Marítimo com “qualidade”, no domingo, em jogo da 14.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol que espera “difícil”.

Depois de ter assegurado a passagem aos quartos de final da Taça de Portugal na noite de quinta-feira, num embate com o Académico de Viseu decidido no prolongamento (3-2), a formação de Barcelos vai jogar de novo no seu reduto, precisando de se “apresentar a um nível muito elevado” para derrotar os madeirenses, admitiu o técnico.

“Principalmente com a entrada do Milton Mendes [para treinador], a equipa estabilizou e melhorou muito na organização defensiva e ofensiva. Tem um conjunto de jogadores com muita qualidade (…). Respeitamos muito o Marítimo, mas o nosso objetivo é claramente lutar pela vitória até ao último segundo”, disse, na antevisão ao desafio, realizada por vídeo.

O Marítimo venceu quatro dos sete jogos oficiais realizados desde que Milton Mendes substituiu Lito Vidigal no comando técnico, o último dos quais frente ao Sporting, para os oitavos de final da Taça de Portugal (2-0), e mereceu os elogios de Ricardo Soares, por ser uma equipa que “coloca muita gente na frente” quando ataca e também “forte nas bolas paradas”.

O treinador gilista lembrou, porém, que os seus pupilos “estão com muita vontade de ir a jogo”, sendo “mais importante” estarem concentrados no processo de jogo trabalhado nos treinos.

Depois da visita a Faro, no domingo, na ronda anterior do campeonato (derrota por 3-1 perante o Farense) e do embate com a formação de Viseu, Ricardo Soares frisou que o Gil Vicente tem de solucionar o eventual desgaste que vai apresentar.

“É evidente que há um desgaste normal e inerente a esta série de jogos, mas tenho a certeza de que a equipa vai estar bem preparada para o jogo. Para nós, o fundamental é arranjar uma estratégia que possa ir ao encontro do que o jogo vai exigir de nós”, disse.

O Gil Vicente, 12.º classificado da I Liga portuguesa, com 13 pontos, recebe o Marítimo, 10.º, com 14, em partida da 14.ª jornada, agendada para as 20:00 de domingo, no Estádio de Cidade de Barcelos, com arbitragem de Artur Soares Dias, da Associação de Futebol do Porto.

Continuar a ler

Futebol

Daniel Ramos, no ‘regresso’ a Famalicão, quer continuar “percurso positivo” do Santa Clara

I Liga

Foto: Santa Clara

O treinador do Santa Clara, Daniel Ramos, afirmou hoje que pretende uma equipa com “competência” para derrotar o Famalicão no jogo da 14.ª jornada para continuar o “percurso positivo” da equipa açoriana na I Liga de futebol.

“Vamos para dentro de campo com esse objetivo, respeitando o adversário, que tem muito valor, mas com a ambição natural de quem quer continuar a fazer um percurso positivo. Neste caso uma vitória dá-nos essa possibilidade”, declarou o treinador.

Daniel Ramos falava hoje em conferência de imprensa no estádio de São Miguel, em Ponta Delgada, antes da receção ao Famalicão.

O técnico disse ser necessária “competência” para derrotar a equipa famalicense e destacou a importância de uma vitória para afastar o Santa Clara de “posições mais incómodas” na classificação.

“Amanhã [domingo], é preciso competência. Temos de trabalhar muito, temos de correr muito, temos de ser organizados, temos de ser competentes a atacar e a defender”, afirmou.

Daniel Ramos desvalorizou o facto de o Famalicão ser o lanterna-vermelha da classificação, uma vez que o “campeonato está muito equilibrado”.

“O campeonato está muito equilibrado e o próximo jogo é do campeonato e contra uma boa equipa e para nós a classificação não diz nada. Basta ver o que fez o Famalicão a época passada. A classificação é mentira neste momento, mas é mentira para muitas equipas”, apontou.

Para o treinador, face ao “equilíbrio muito grande” na I Liga, a classificação atual não reflete o “real valor” das equipas.

“Muitas das equipas podem passar pelos lugares de baixo e rapidamente saírem de lá para zonas intermédias de meio da tabela. O equilíbrio é grande e nós temos de andar muito e ser competentes para conseguir pontos”, assinalou.

Questionado pelos pontos fortes do próximo adversário, o treinador destacou o “coletivo” e as “entradas de reforços” que se vão juntar aos “bons valores” que o plantel já tinha.

“O Famalicão tem prestações do ponto vista exibicional que não corresponderam aos resultados [que obteve]. Eu não destaco o individual, mas há muitos bons jogadores individuais. Eu destaco o lado coletivo do Famalicão”, salientou.

O treinador afirmou que pretende incutir uma “mentalidade vencedora” no plantel, uma vez que “ganhar tem de ser hábito” para a equipa açoriana.

Daniel Ramos avançou que o “estado anímico” da equipa é positivo, devido à vitória diante do Moreirense na terça-feira que permitiu aos açorianos assegurarem uma presença histórica nos quartos de final da Taça de Portugal.

“O estado anímico é positivo. Percebemos que realizamos boas prestações e vimos também a passagem de uma eliminatória da Taça e Portugal que nos deu a possibilidade de sermos reconhecidos e estarmos onde nunca estivermos”, apontou.

Para o campeonato, o Santa Clara vem de dois empates a uma bola, diante de Benfica e Boavista.

Já o Famalicão vem de duas derrotas, diante de FC Porto (4-1) e Tondela (1-0). Apesar da distância na tabela classificativa, apenas quatro pontos separam a equipa de João Pedro Sousa da de Daniel Ramos.

Santa Clara, sétimo classificado com 15 pontos, recebe o Famalicão, 18.º com 11, no próximo domingo, às 16:30, no estádio de São Miguel nos Açores.

Continuar a ler

Futebol

Infetado no Marítimo falha jogo com o Gil Vicente

Covid-19

Foto: DR

O avançado Rodrigo Pinho é o atleta do Marítimo que testou positivo para o novo coronavírus, confirmou hoje, nas suas redes sociais, o melhor marcador do clube madeirense da I liga portuguesa de futebol.

“Infelizmente testei positivo para Covid-19! Agradeço todas as mensagens de carinho que tenho recebido e aproveito para dizer que eu e minha família estamos bem. Em breve estarei de volta”, escreveu o brasileiro.

Rodrigo Pinho é o segundo caso positivo na equipa madeirense, depois de o defesa Zainadine ter tido um teste positivo ao novo coronavírus em outubro. O resultado ficou conhecido após a habitual bateria de testes de despiste, realizados ao início da tarde de sexta-feira.

O jogador de 29 anos falha o encontro da 14.ª jornada da I Liga, diante do Gil Vicente, que terá lugar no Estádio Municipal de Barcelos, domingo às 20:00.

Continuar a ler

Populares