Seguir o O MINHO

Alto Minho

“Ótima notícia”: redução de portagens na A28

em

O presidente da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho classificou de “ótima notícia” a redução do valor das portagens nas antigas autoestradas sem custos para o utilizador (SCUT), admitida hoje pelo primeiro-ministro no parlamento.

A confirmar-se esta intenção do Governo, será uma ótima notícia para o Alto Minho, atendendo a que esta é uma região com forte atividade turística, em especial da vizinha Espanha”, afirmou José Maria Costa.

A posição do socialista, que é também presidente da Câmara de Viana do Castelo surgiu na sequência das declarações proferidas hoje pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal na Assembleia da República.

António Costa admitiu que as portagens nas ex-SCUT poderão baixar ainda este verão e adiantou que vai contactar as forças políticas para um consenso em matéria de descentralização.

O líder do executivo respondia a uma pergunta formulada pelo secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, que pretendeu saber quando é que o Governo tenciona cumprir uma resolução já aprovada na Assembleia da República a recomendar uma redução das portagens cobradas nas antigas SCUT.

António Costa disse que o Governo “tomou boa nota da recomendação que foi aprovada na Assembleia da República” e que o ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, tem vindo a desenvolver as negociações necessárias “para que possa ser executada ainda este verão”.

“É nesse esforço que estamos concentrados. Esperamos concretizá-lo ainda este verão”, repetiu o primeiro-ministro.

Para José Maria Costa, com a concretização desta medida “a região poderia recuperar as quebras de cerca de 40% registadas na economia, sobretudo ao nível da hotelaria e restauração, desde a implementação, em 2010, da cobrança de portagens na A28, que liga Viana do Castelo ao Porto”.

“A confirmar é uma boa notícia para a retoma da atividade económica da região”, sustentou.

Também o presidente da Associação Empresarial de Viana do Castelo (AEVC), Luís Ceia, considerou ser “mais do que justa” a redução do valor das portagens na A28.

“Apesar do desenvolvimento registado nos últimos anos a região continua a ter indicadores ao nível das zonas do interior do país. A redução do valor das portagens na autoestrada A28 seria mais do que justa”, afirmou.

Luís Ceia, que é também líder da Confederação Empresarial do Alto Minho (CEVAL) voltou a defender “a eliminação” do pórtico de Neiva daquela autoestrada por se encontrar, precisamente, à entrada de uma zona industrial do concelho.

“Este pórtico constitui um entrave aos movimentos pendulares, intra e inter concelhios sem que nada justifique a sua implantação no local”, sustentou o presidente das duas associações.

Para Luís Ceia, além de “libertar de pagamento os movimentos dentro do concelho e da região”, a eliminação daquele pórtico na A28 “iria reduzir, em cerca de 17,8 %, o valor total da deslocação de Viana do Castelo ao Porto”.

logo Facebook Fique a par das Últimas Notícias. Siga O MINHO no Facebook. Clique aqui

EM FOCO

Populares