Redes Sociais

“Nova” frente ribeirinha de Fão custou 565 mil euros

Cávado

“Nova” frente ribeirinha de Fão custou 565 mil euros

As obras de requalificação da frente ribeirinha de Fão, em Esposende, um investimento de 565 mil euros que incluiu o prolongamento da ligação pedonal e clicável, estão concluídas, informou o município.

A intervenção traduziu-se no reordenamento e requalificação da orla fluvial de Fão, compreendida entre o Largo do Cortinhal e a zona do molhe do Caldeirão, através do prolongamento da ligação pedonal e clicável e da renaturalização da margem do rio e da ínsua.

“Este percurso estabelecerá ligação com a futura ecovia do litoral norte e com a rede de circuitos que acompanha toda a margem do rio até ao limite do concelho, com eventual ligação ao município de Barcelos”, refere um comunicado da Câmara de Esposende.

O comunicado acrescenta que a intervenção enquadra-se numa ótica de valorização da marginal sul do rio Cávado, “tornando o espaço mais atrativo e aprazível, convidando as pessoas a desfrutar da beleza e da biodiversidade do rio”.

“Com efeito, pretende-se dinamizar a vivência da área, garantindo a sua proteção e valorização e criando um novo espaço público de fruição coletiva do Cávado, cujo elemento agregador é o percurso/trilho, promovendo o turismo de natureza e educação ambiental numa ótica de desenvolvimento sustentável”, sublinha.

A obra foi realizada no âmbito do Programa Polis Litoral Norte e vai ser inaugurada no sábado pelo ministro do Ambiente, Jorge Moreira da Silva.

Clique para comentar

Comentar

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais Cávado