Seguir o O MINHO

Futebol

“Não sofremos golos há três jogos”

Jorge Silas

em

Declarações dos treinadores do Famalicão, Jorge Silas, e do Farense, Jorge Costa, no final do encontro da 21.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol:

Jorge Silas (treinador do Famalicão): “A minha análise é fácil de fazer. Uma primeira parte em que o Farense teve um ligeiro ascendente, porque nos custou adaptar ao jogo deles e às bolas paradas, em que eles são realmente fortes. Estávamos a defender de uma forma que não era a mais conveniente e foi isso que alterámos ao intervalo. Foi isso que nos permitiu, desde muito cedo, mesmo antes da expulsão, defender muito melhor. Com um a mais, ainda mais se acentuou essa tendência.

Mas, mesmo com um a mais, não conseguimos no último terço ter discernimento para encontrar os melhores caminhos para o golo.

Não ganhámos e o que realmente queremos são os três pontos. Naturalmente que era muito importante para nós. De qualquer das maneiras há aspetos positivos também a tirar. O facto de não sofrermos golos há três jogos, o facto de pontuarmos há três jogos. Nesta luta é importante de se conseguir.”

Jorge Costa (treinador do Farense): “Foi uma primeira parte muito boa do Farense, na qual controlámos o jogo, pressionámos e pressionámos alto, como uma equipa, e limitámos completamente o Famalicão.

O jogo muda de história a partir do minuto 50 [expulsão de André Pinto], numa decisão – e peço desculpa se estou errado – que é provavelmente precedida de um fora de jogo, mas a lei manda jogar. No entanto, tenho que valorizar os jogadores e a forma como soubemos defender, não permitimos ao Famalicão oportunidades e a ocasião mais clara foi a do Licá. Porém, é um resultado que se ajusta e é um bom ponto para nós.

O Pedro Henrique foi transportado ao hospital, temos alguns receios, tem a ver com o ombro e vai fazer os exames necessários. Assim que haja novidades, comunicaremos.”

Populares