Seguir o O MINHO

Região

Motorista de Barcelos suspeito de violar idosa fica em ‘preventiva’ a aguardar ‘domiciliária’

É funcionario dos Bombeiros de Viatodos

em

Foto: Joaquim Gomes / O MINHO

O suspeito detido esta quarta-feira indiciado por quatro crimes de abuso sexual sobre uma mulher de 90 anos vai ficar em prisão preventiva até ter condições para a obrigação de permanência na habitação (prisão domiciliária), mediante controlo remoto através de pulseira eletrónica.

O suspeito, José Sá, de 56 anos, casado, tinha sido recentemente contratado como motorista do Centro de Lazer dos Bombeiros Voluntários de Viatodos, em Barcelos.

Segundo apurou O MINHO, a detenção do motorista ocorreu na terça-feira, nas instalações daquele centro de dia na Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Viatodos, deixando estupefactos os utentes e funcionários bem como os elementos dos Bombeiros de Viatodos, a quem pertence aquela instituição social, situada paredes meias com o quartel dos bombeiros.

Centro de Lazer de Viatodos. Foto: Joaquim Gomes / O MINHO

Entretanto, O MNHO soube que no mesmo dia da sua detenção, esta terça-feira, a direção daquela mesma corporação tinha acabado de dar ordem de suspensão a José Sá, no momento em que teve conhecimento das suspeitas que impendiam contra o motorista do centro.

José Sá está, segundo a PJ de Braga, fortemente indiciado pelos crimes de abuso sexual da idosa, de 90 anos de idade, residente em Nine, Famalicão, em circunstâncias agravantes, dado a vítima, além do mais, ser incapaz de resistência.

Segundo a Judiciária, “o arguido, motorista de transporte de idosos, no momento da recolha e entrega da vítima, depois de se introduzir na sua residência, praticou diversos atos sexuais de especial relevo, tendo em conta a impossibilidade de resistência” da nonagenária, “derivada dos seus problemas de saúde”.

Ainda segundo a PJ de Braga, os quatro crimes de abusos sexuais terão sido cometidos entre meados de julho e agosto de 2021, tendo sido desde logo “recolhidos substanciais elementos de prova apresentados pelos familiares da vítima”, que levaram à sua detenção fora de flagrante delito.

Suspeito à saída do Tribunal de Famalicão. Foto: Joaquim Gomes / O MINHO

O detido foi esta quarta-feira apresentado pela PJ junto do Tribunal de Famalicão, onde foi durante a tarde interrogado e viu serem-lhe aplicadas tais medidas coativas.

Está já no Estabelecimento Prisional de Vale do Sousa, na Serra da Seroa, em Paços de Ferreira, por ser a penitenciária onde os detidos preventivos ficam em quarentena, devido à pandemia.

Populares