Seguir o O MINHO

Futebol

Moreirense ‘dinâmico’ vence rival Vizela na estreia de Sá Pinto

I Liga

em

Um golo de Rafael Martins permitiu hoje ao Moreirense derrotar o Vizela por 1-0, numa partida da 17.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol em que os ‘cónegos’, com Ricardo Sá Pinto como novo treinador, foram superiores.

De regresso ao principal campeonato português duas épocas depois de ter orientado o Sporting de Braga, o técnico de 49 anos liderou a sua nova equipa rumo a um triunfo que refletiu a maior segurança dos vimaranenses no controlo da bola e o maior perigo no ataque à baliza contrária, materializados pelo disparo rasteiro e colocado do avançado brasileiro, ao minuto 59.

Com este resultado no primeiro duelo para o escalão maior entre vizinhos e rivais com estádios que distam cinco quilómetros, a equipa de Moreira de Cónegos subiu provisoriamente ao 15.º lugar, com 15 pontos, menos um do que a formação de Vizela, que falhou o objetivo da segunda vitória consecutiva e é 12.ª.

Acompanhado pelos cânticos de apoio que provinham das bancadas no primeiro duelo de vizinhos para o escalão maior do futebol nacional, o Vizela entrou combativo, ganhou dois cantos no primeiro minuto, mas estava exposto, principalmente no lado direito da defesa, que o Moreirense aproveitou para criar a primeira ocasião do desafio.

Encostado à esquerda num sistema de 3x4x3, o mesmo que os ‘cónegos’ adotaram frente ao Tondela (derrota 2-1), no último jogo com o treinador Lito Vidigal, Abdu Conté apareceu várias vezes sem marcação na sua ala e originou os lances em que Walterson obrigou Pedro Silva a negar-lhe o golo, aos cinco minutos, e em que Anderson impediu o desvio final de Yan Matheus, aos 16.

Os anfitriões responderam, porém, num cabeceamento de Cassiano a rasar o poste esquerdo, ao minuto 28, e tornaram-se mais ameaçadores no último quarto de hora, através de um lance de Cassiano em que Artur Jorge impediu um eventual golo, aos 40, e num remate de Marcos Paulo, junto à pequena área, travado por Kewin Silva, aos 41.

Até ao intervalo, os comandados de Ricardo Sá Pinto tiveram ainda tempo para levar uma bola à trave, por Walterson, numa ‘emenda’ de primeira aos 45+3, antes de surgirem instalados no meio-campo vizelense após o reatamento da partida e de Yan Matheus protagonizar novo sobressalto para a baliza vizelense, com um remate cruzado aos 49.

Apesar das trocas nas laterais, com Koffi Kouao e Kiki a substituírem Igor Julião e Ofori após o intervalo, e de se ter procurado esticar no terreno, o Vizela manteve-se exposto aos ataques rápidos do adversário, também pelo corredor central, tendo sofrido numa dessas ocasiões.

Após penetração de Yan Matheus na área vizelense e do corte de Kiki, o melhor marcador da história do Moreirense na I Liga enquadrou-se com a baliza e atirou colocado, fora do alcance de Pedro Silva, para o seu quinto golo no presente campeonato e o 28.º pelos ‘cónegos’ no escalão maior.

Em desvantagem, a equipa da ‘casa’ acelerou o jogo com a bola no pé, de forma a ‘empurrar’ o adversário para a sua área, mas as ideias na construção ofensiva continuaram a escassear e o perigo junto à baliza de Kewin também, limitando-se aos remates de Kiki, aos minutos 66 e 90+1.

Nos minutos finais, sucederam-se os cartões amarelos, com o vizelense Koffi Kouao a ver mesmo o vermelho, após uma falta sobre Felipe Pires, que Hugo Miguel consultou no videoárbitro.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio do Futebol Clube de Vizela.

Vizela – Moreirense, 0-1.

Ao intervalo: 0-0.

Marcadores:

0-1, Rafael Martins, 59 minutos.

Equipas:

– Vizela: Pedro Silva, Igor Julião (Koffi Kouao, 46), Bruno Wilson, Anderson, Ofori (Kiki, 46), Marcos Paulo, Alex Méndez, Samu, Kévin Zohi, Kiko Bondoso e Cassiano (Schettine, 58).

(Suplentes: Charles, Koffi Kouao, Kiki, Raphael Guzzo, Alejandro Alvarado, Tomás Silva, Evrard Zag, Francis Cann e Schettine).

Treinador: Álvaro Pacheco.

– Moreirense: Kewin Silva, Artur Jorge, Steven Vitória, Pablo Santos, Paulinho, Fábio Pacheco (Nikola Jambor, 79), Filipe Soares, Abdu Conté (Pedro Amador, 60), Yan Matheus, Walterson e Rafael Martins (André Luís, 79).

(Suplentes: Mateus Pasinato, Rodrigo Conceição, Rosic, Pedro Amador, Nikola Jambor, Gonçalo Franco, Felipe Pires, Derik Lacerda e André Luís).

Treinador: Ricardo Sá Pinto.

Árbitro: Hugo Miguel (Associação de Futebol de Lisboa).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Steven Vitória (62), Nikola Jambor (81), Kewin Silva (89), Filipe Soares (90+4), André Luís (90+5) e Felipe Pires (90+8). Cartão vermelho direto para Koffi Kouao (90+6).

Assistência: 2.009 espetadores.

Populares