Seguir o O MINHO

País

Ministro Eduardo Cabrita demitiu-se

Administração Interna

em

Foto: Twitter / Governo

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, demitiu-se hoje, na sequência da acusação de homicídio por negligência do Ministério Público ao seu motorista pelo atropelamento mortal de um trabalhador da autoestrada A6, em junho deste ano.

O primeiro-ministro, António Costa, disse hoje ter aceitado o pedido de demissão e que “nos próximos dias” indicará o nome do sucessor.

António Costa, que falava no Porto à margem de uma sessão empresarial, disse ter já informado o Presidente da República da demissão.

O chefe do executivo precisou que foi Eduardo Cabrita que pediu a exoneração, na sequência da acusação de homicídio por negligência do Ministério Público ao seu motorista pelo atropelamento mortal de um trabalhador da autoestrada A6, em junho deste ano.
“É um ciclo que termina”, anunciou Costa, que agradeceu a Eduardo Cabrita “estes seis anos de colaboração enquanto ministro-adjunto e ministro da Administração Interna”.

Populares