Ministro diz que governo não mentiu

O ministro dos Assuntos Parlamentares afirmou hoje que o debate de urgência pedido pelo PS “é um embuste” e insistiu que o Governo não mentiu nem se enganou no valor anunciado pelo primeiro-ministro para a descida do IRS. 

“Este debate é um embuste, resulta de uma tática utilizada por quem anunciou que o tempo das táticas tinha acabado”, acusou Pedro Duarte, numa referência implícita ao secretário-geral do PS, Pedro Nuno Santos, no encerramento do debate de urgência pedido pelos socialistas sobre “Alterações em sede de IRS”.

De acordo com o governante, a tática consistiu em transformar “uma boa notícia para os portugueses, a descida dos impostos, numa má notícia”.

“A notícia boa é que os portugueses terão, face a 2023, uma descida de IRS de 1.500 milhões de euros. A notícia boa é que os portugueses terão, em muitos casos, a segunda descida de IRS do ano”, afirmou, dizendo que o executivo alargará “a redução dos impostos à classe média no sexto, sétimo e oitavo escalão”.

Finalmente, segundo Pedro Duarte, “a notícia boa é que uma parte da descida do IRS será antecipada já para este ano”.

“Essa boa notícia só existe porque a AD ganhou as eleições e está a cumprir de forma rigorosa o que prometeu em campanha”, afirmou.

O ministro dos Assuntos Parlamentares salientou que, desde agosto de 2023, o PSD promete “uma redução do IRS de 1.500 milhões de euros”, que foi duas vezes chumbada no parlamento pela maioria absoluta do PS, na passada legislatura.

“Não nos enganámos no valor, não mentimos, não fizemos de conta”, defendeu.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Marcelo dá a entender que Costa pode não ser suspeito de nada

Próximo Artigo

IPCA abre as portas a 1.500 estudantes do secundário de toda a região Norte

Artigos Relacionados
x