Seguir o O MINHO

Fafe

Jovem que matou companheiro em Fafe por dar os parabéns a uma amiga no Facebook vai ser julgada

Pronúncia do Tribunal de Braga

em

Foto: Ilustrativa

O Tribunal Judicial de Braga decidiu pronunciar, e levar a julgamento, a mulher acusada de agredir e matar o companheiro em Fafe, em outubro de 2017, indica uma nota hoje divulgada pela Procuradoria Geral Distrital (PGD) do Porto.

Segundo a PGD do Porto, por despacho de junho, o tribunal pronunciou “uma arguida, nascida em 1996, pela prática de um crime de violência doméstica agravado e de um crime de homicídio qualificado, nos precisos termos constantes da acusação que fora deduzida pelo Ministerio Público”.

O Ministério Público considerara indiciado que a arguida e a vítima residiam em união de facto desde setembro de 2016 em Fafe “numa relação que se mostrou sempre conturbada por ser a arguida possessiva, controladora, manipuladora e obcecada” pelo companheiro.

“Durante esse período, a arguida, entre o mais, vigiou o Facebook e Instagram [redes sociais] da vítima, controlou-lhe o telemóvel, dirigiu-lhe insultos, nomeadamente através de mensagens de telemóvel que lhe enviou, socou-a e arranhou-a, encetou discussões em locais públicos por motivos de ciúmes e enviou-lhe mensagens de forma insistente para o telemóvel, a qualquer hora do dia ou da noite, como forma de pressão psicológica”, acrescenta a PGD.

Segundo a acusação, citada pela procuradoria, e agora “acolhida pelo despacho de pronúncia”, na madrugada de 17 de outubro de 2017, a mulher “encetou com o companheiro uma discussão depois de, à revelia do mesmo, lhe ter consultado no telemóvel as mensagens no Facebook e ter verificado que aquele enviara os parabéns a uma outra mulher”.

“Na sequência desta discussão, pelas 04:15, como o companheiro fizesse tenções de abandonar a residência não acedendo aos seus pedidos para que ficasse, a arguida, com uma faca que trouxera da cozinha, desferiu-lhe um golpe no pescoço, matando-o”, indica.

Anúncio

Fafe

Material contrafeito no valor de 13 mil euros apreendido em Fafe

Na feira semanal

em

Foto: Divulgação

A GNR constituiu arguidos quatro indivíduos, com idades compreendidas entre os 20 e os 66 anos, pela prática do crime de contrafação, no concelho de Fafe, esta quarta-feira.

No âmbito de uma operação de fiscalização à feira semanal de Fafe, que teve como objetivo o combate à contrafação, os militares detetaram diversas bancas com artigos que ostentavam ilegalmente marcas registadas conhecidas, pelo que se procedeu à apreensão da mercadoria no valor estimado de 13 mil euros, nomeadamente: 524 peças de roupa interior, 235 t-shirts, 176 camisolas e casacos, 137 acessórios (malas, carteiras e cintos), 131 pares de calçado, 65 calças e 64 conjuntos de roupa desportiva.

Os factos foram remetidos para ao tribunal judicial de Fafe.

Continuar a ler

Fafe

Cinco feridos em acidente em Fafe

Na Estrada Nacional (EN) 206, em Docim

em

Foto: DR/Arquivo

Cinco pessoas ficaram feridas na tarde desta quarta-feira após um acidente que envolveu dois veículos na Estrada Nacional (EN) 206, em Docim, Fafe. Uma das vítimas é uma criança de sete anos.

Duas pessoas chegaram a ficar encarceradas, e todas as vítimas ficaram com ferimentos ligeiros, segundo avança a TVI.

Estiveram no local quatro ambulâncias dos Bombeiros Voluntários de Fafe, uma máquina desencarceradora, um carro comando e uma viatura médica de emergência e reanimação.

O alerta foi dado cerca das 14:15 e o trânsito foi cortado nos dois sentidos.

Todos os feridos foram transportados para o hospital de Guimarães.

Continuar a ler

Fafe

Detido em flagrante delito por roubo por esticão a idoso em Fafe

Suspeito tinha na sua posse 124 doses de haxixe

em

Foto: Divulgação

A GNR deteve, em flagrante delito, um homem de 26 anos, por ter efetuado um roubo por esticão, em Fafe no último sábado.

Na sequência de uma denúncia de um roubo por esticão na via pública, que visou um idoso de 80 anos, os militares de imediato efetuaram uma operação policial no sentido de localizar o seu autor, o que permitiu intercetar o suspeito, ainda na posse da bolsa roubada, transportando-a a tira colo. O suspeito quando detetou a presença dos militares, tentou livrar-se da bolsa, acabando por ser detido.

No seguimento das diligências, os militares verificaram que o suspeito tinha na sua posse 124 doses de haxixe.

O detido foi presente ao Tribunal de Fafe, no dia 27 de julho, tendo ficado sujeito à medida de coação de termo de identidade e residência.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares