Seguir o O MINHO

Braga

Jornal inglês sugere “piqueniques à sombra da ponte” em Ponte de Lima

em

DR

A vila de Ponte de Lima está em destaque na secção “Viagens”, do site do jornal britânico “The Guardian”.

O artigo intitulado “O melhor do Portugal rural: dicas de viagens aos leitores”, que faz uma chamada de atenção as montanhas, aos rios e as regiões mais discretas em Portugal, aborda a beleza do Minho, considerando Ponte de Lima como um local de visita obrigatória.

Ponte de Lima no “The Guardian” (13/04/2017)

“A norte do Porto, a uma hora de carro, o Minho trata-se de uma região deslumbrante e de beleza natural. A bela vila de Ponte de Lima é uma das mais antigas de Portugal”, escreve o jornal britânico.

O “The Guardian” aconselha a alugar uma canoa no Clube Náutico, de modo a desfrutar o “sublime rio Lima”.

Gozar “a paisagem verde das margens do rio, a água cristalina, fazer um piquenique e beber um copo de vinho verde à sombra da ponte medieval” é outra sugestão da publicação. Uma dica que, localmente, divide muitas opiniões, como demonstrou recentemente a discussão que se gerou em torno de uma publicação do vereador do PSD local.

No Minho, o diário britânico faz referência ainda à vila de Cerca de Baixo, em Braga, propondo aos visitantes a pernoitar na Pousada Mosteiro de Amares, reconvertida pelo arquiteto português Souto de Moura, na década de 60.

“O hotel condiz com as ruínas do mosteiro e tem um grande restaurante com vista para o vale do rio Cávado”, escreve.

A publicação recorda também o Miradouro da Pedra Bela, no Parque Nacional da Peneda-Gerês, e Pitões das Júnias, “um lugar onde os habitantes ainda vivem com animais tradicionais nas suas casas de pedra”.

No artigo são mencionados ainda Monsaraz (Évora), Serra de São Mamede (Marvão), as Aldeias do Xisto na Lousã (Coimbra), Vila Fernando (Elvas), Rota Vicentina (Odemira), Cromeleque dos Almendres (Alentejo), Costa Alentejana, Trilho do Burros (Sintra) e Odivelas.

 

Anúncio

Braga

Ciclista agredido por conhecido piloto de automóveis no trânsito em Braga

Junto à escola Carlos Amarante

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Um ciclista, de 25 anos, queixa-se de ter sido agredido por um automobilista na sequência de uma altercação no trânsito, na Rua de Restauração, em São Víctor, cidade de Braga, esta segunda-feira à noite, apurou O MINHO junto de fonte dos bombeiros.

O alerta foi dado cerca das 20:00 desta segunda-feira, mobilizando para o local, junto à escola secundária Carlos Amarante, uma ambulância dos Bombeiros Sapadores de Braga.

Ao que apurámos, o alegado agressor é um conhecido piloto de automóveis de Braga, ícone do automobilismo nacional, com cerca de 30 anos de carreira.

Ao que tudo indica, os dois ter-se-ão desentendido após uma manobra no trânsito, com o automobilista a partir para as agressões.

O ciclista, que terá sofrido ferimentos ligeiros, foi assistido, estabilizado e transportado para o Hospital de Braga pelos bombeiros.

Até ao momento, o ciclista não apresentou queixa nas autoridades, estando ainda no hospital.

Continuar a ler

Braga

Reitor da UMinho critica “imensa demora” de resposta para alojamento académico

A universidade conta atualmente com quase 20 mil estudantes

em

O reitor da Universidade do Minho criticou esta segunda-feira a “enorme dificuldade” e “imensa demora” de resposta por parte do plano de alojamento para o Ensino Superior, adiantando que dois dos quatro edifícios candidatos a serem reconvertidos em residências universirtárias foram rejeitados.

As declarações de Rui Viera de Castro foram feita na sequência do Conselho Geral da Universidade do o alojamento estudantil.

De fora da candidatura à reabilitação de imóveis do Estado para residências estudantis universitárias ficam a antiga Escola Secundária D. Luís de Castro, em Braga, e o Convento Rosa Lima, em Guimarães.

“[É uma] situação profunda desagradável que temos sido remetidos pela enorme dificuldade e demora imensa na resposta por parte do plano de realojamento no Ensino Superior”, disse Rui Vieira de Castro sobre a retirada daqueles edifícios do plano para aumentar o alojamento estudantil no Minho.

Segundo o reitor, os dois imóveis “foram considerados não elegíveis, considerando que a intervenção ali não responderia aos requisitos que o fundo tem”.

Rui Viera de Castro referiu que sobraram apenas dois imóveis para converter em alojamento estudantil: “Os edifícios do Exército, em Braga, e a Escola de Santa Luzia, em Guimarães.

As residências universitárias da UMinho foram feitas em 1998 para um universo de 14 mil alunos, sendo que a universidade conta atualmente com quase 20 mil estudantes e que são muitas as queixas sobre a “falta e o preço” do alojamento para estudantes disponível.

A Universidade do Minho tem dois polos em funcionamento, um em Braga e outro em Guimarães, além do Instituto do Design, a funcionar também em Guimarães.

Continuar a ler

Braga

Os custos do Estádio Municipal de Braga ao detalhe

Disponibilizados pela autarquia

em

Foto: Divulgação

15 vezes mais o investimento feito no atual Altice Fórum Braga. 30 vezes mais o investimento no Mercado Municipal.

Estas são algumas comparações feitas pelo presidente da Câmara de Braga relativamente ao custo total do Estádio Municipal, acompanhadas de um relatório detalhado dos custos associados à construção daquela empreitada.

O pedido do detalhe das contas foi levado a cabo pela CDU, levando a que Ricardo Rio procurasse sistematizar e compilar todos os dados e cifras relativas aos custos associados à obra projetada aquando do Euro 2004.

O autarca disponibilizou o ficheiro informático com as despesas esta manhã, após reunião de executivo:

 

A esta verba, acrescerão os valores em pendência judicial, dos quais cerca de 11 milhões (relativos ao consórcio Soares da Costa / ASSOC) não são já passíveis de recurso, e os encargos financeiros a suportar até à liquidação total dos empréstimos bancários.

Continuar a ler

Populares