Seguir o O MINHO

Ave

Já viu algum ‘Pio-pardo’? Em Famalicão pode tentar, mas talvez veja outras aves

Observação de pássaros

em

Foto: DR

Conseguir observar uma felosa-musical ou um cartaxo nortenho a voar por Famalicão nem sempre é fácil, mas a probabilidade aumenta por estes dias, altura em que se assiste ao pico da passagem migratória destas e de outras aves pelo território nacional.

A Câmara de Famalicão quer que os famalicenses registem a passagem destes “ilustres convidados” pelo concelho e lança o convite para a primeira edição do Pio-Pardo – Festival de Observação da Natureza.

A iniciativa decorrerá de 03 a 06 de setembro com saídas de campo, atividades científicas, palestras e exposições que têm como tema a natureza das Pateiras do Ave, uma paisagem protegida localizada na freguesia famalicense de Fradelos.

Para além da observação de aves, inclusive de aves noturnas, o programa do Pio-Pardo contempla também outras atividades, entre elas uma saída de campo para escutar morcegos, a observação de borboletas noturnas e de insetos e atividades de anilhagem cientifica.

As inscrições para as várias atividades devem ser efetuadas através do email [email protected] Os participantes deverão trazer roupa e calçado confortáveis.

Foto: Divulgação

Destaque ainda para uma exposição de fotografia alusiva às aves migratórias que passam na área de estudo das Pateiras do Ave, uma palestra sobre a influência das aves no mercado vinícola em Portugal agendada para o dia 05 de setembro e, por fim, no dia 06, uma oficina de construção de instrumentos rudimentares onde se procura reavivar a tradição da construção das buzinas que se tocam durante a Queima do Galheiro, por altura do Carnaval.

O encerramento do festival está marcado para o dia 06 de setembro, às 17:30, no auditório da Casa do Povo de Fradelos.

Refira-se que a paisagem protegida local, Pateiras do Ave, é um projeto do Município de Vila Nova de Famalicão que tem por objetivo promover o desenvolvimento da região alicerçado na valorização do seu património cultural e natural.

Através de um processo participativo a iniciativa é gerida pela população, que se envolve e participa ativamente no processo de identificação dos valores, na definição de estratégias conjuntas e na implementação de ações que façam com que o património local seja o motor de desenvolvimento da região. A paisagem a preservar é um mosaico de floresta e campos agrícolas, centrada na freguesia de Fradelos, na sua arquitetura tradicional, nas suas tradições, e nos habitats que persistem nas margens do rio Ave, e que, a comunidade soube tão bem preservar.

Populares