Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Instituto Politécnico de Viana está a recrutar professores

Candidatos devem inscrever-se na “Bolsa de Recrutamento”

em

Foto: DR / Arquivo

O Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) tem aberta uma bolsa de recrutamento de professores já para o ano letivo 2021/2022 à qual os interessados se devem candidatar.

Em comunicado, o IPVC explica que “com o objetivo de garantir a transparência e objetividade do processo de recrutamento que antecede o convite e a contratação do pessoal docente especialmente contratado – pessoal docente convidado, o Instituto Politécnico de Viana do Castelo [IPVC]- tem em funcionamento desde 2015 uma plataforma on-line para recrutamento”.

A plataforma “Bolsa de Recrutamento” está disponível na ON.IPVC para registo (http://on.ipvc.pt/ ), pelo que todos os que tenham interesse em colaborar com o IPVC como docentes, já para o ano letivo 2021/2022, deverão efetuar o registo naquela plataforma, garantindo assim que serão seriados nos editais de recrutamento das áreas em que manifestem interesse e demonstrem competências para lecionar.

O IPVC salienta que esta plataforma está aberta em contínuo, sendo possível a atualização a todo o tempo dos dados inseridos no sentido de procurar adequar os interesses e competências de cada interessado com as necessidades manifestadas pelo IPVC para recrutamento.

Mais informações podem ser consultadas aqui.

O IPVC deixa, ainda, um conjunto de “informações importantes” para o processo de recrutamento para 2021/2022.

O candidato, caso já esteja registado na plataforma, deverá proceder à atualização das unidades curriculares às quais se candidata para o próximo ano letivo.

Para estar adequado a uma determinada proposta (em condições de ser seriado) o candidato deve cumprir os seguintes requisitos, até ao final da fase de adequação: ter a habilitação mínima carregada na plataforma; ter pelo menos uma das unidades curriculares da oportunidade selecionada no seu perfil; os comprovativos das habilitações académicas e atividade científica são obrigatórios; os comprovativos da experiência profissional são opcionais, mas recomendados (a comissão de seriação pode definir que os comprovativos são obrigatórios para ser considerados na ATA1 do processo); a distinção da seriação por perfil (académico ou especialista) continua em vigor para este ano; a seriação por contingentes dentro do perfil académico (doutoramento, mestrado e licenciatura) também contínua em vigor para este ano.

Populares