Seguir o O MINHO

Desporto

Grande prémio de ciclismo passou por Celorico de Basto

Organizado pelo jornal O JOGO

em

Foto: CM Celorico de Basto

Celorico de Basto recebeu o 10º Grande Prémio de ciclismo “O Jogo”. A quarta etapa deste grande prémio iniciou na praça Cardeal D. António Ribeiro e mostrou, logo ao km 22, no Viso, com prémio de montanha primeira categoria, a imponência e dificuldade desta derradeira etapa.

Para o prémio de montanha são considerados os 3,1 km finais, os mais complicados, mas a totalidade da subida é de 10,1 km, a 6,1% com um ponto máximo inclinado a 22%. Aqui o vencedor foi Hugo Nunes da Rádio Popular-Paredes-Boavista (Port).

O presidente da Câmara de Celorico de Basto, José Peixoto Lima, esteva na linha de partida e anteviu um percurso sinuoso e difícil no concelho de Celorico de Basto: “Estou certo que vamos assistir a uma prova cheia de adrenalina e dificuldade, temos subidas muito ingremes com elevado grau de dificuldade só acessíveis aos mais resistentes”.

Foto: CM Celorico de Basto

Foto: CM Celorico de Basto

O autarca observou que “Celorico de Basto dispõe das características ideais para a prática do ciclismo e prova disso é o elevado número de apaixonados pela modalidade que praticam de forma federada e amadora”.

Destacou “o BTT pelas características das nossas montanhas e dos nossos percursos existentes muitíssimo atrativos para os praticantes da modalidade”.

José Peixoto Lima mostrou-se satisfeito com a passagem da prova por Celorico de Basto e disse-nos que “temos que ser o mais persuasivos possível para atrair para o nosso território estas grandes iniciativas, atividades que nos promovem e que contribuem amplamente para o crescimento da região”.

A 4.ª etapa do 10º Grande prémio de Ciclismo “O Jogo” foi ganha por Luís Mendonça da Glassdrive-Q8, que cortou a meta com o tempo de 3:42.01 horas, com Rafael Reis também da Glassdrive – Q8 em segundo, com o mesmo tempo, enquanto Henrique Casimiro (Efapel) chegou em terceiro, a 59 segundos.

Na classificação geral, Rafael Reis foi o primeiro, com 19 segundos de vantagem em relação a Luís Mendonça, segundo, e 1.35 minutos em relação a Joaquim Silva (Efapel), que terminou em terceiro.

Populares