Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Governo transfere até 142 mil euros para Polis Litoral Norte e VianaPolis

em

O Governo prevê, no âmbito do Orçamento do Estado para 2018, a transferência de até 132 mil euros para a Polis Litoral Norte, e de até 10 mil euros para a VianaPolis, destinados à recuperação daqueles territórios.

A proposta de Lei do Orçamento do Estado para 2018 (OE2018), entregue na sexta-feira pelo Governo na Assembleia da República inclui uma “transferência de verbas, até ao montante de 132.300 euros do orçamento da Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos do Ministério do Mar, para a Polis Litoral Norte – Sociedade para a Requalificação e Valorização do Litoral Norte, S.A.”.

Este valor irá destinar-se ao “financiamento de trabalhos de recuperação de cordões dunares com recurso a areias dragadas“.

O mapa de alterações e transferências orçamentais contempla também a transferência de até 10 mil euros de verbas provenientes de receitas gerais, da Direção-Geral do Território para a Vianapolis, Sociedade para o Desenvolvimento do Programa Polis em Viana de Castelo, S. A”.

O relatório do Orçamento do Estado refere que as “sociedades Polis Litoral (Norte, Ria de Aveiro, Ria Formosa e Sudoeste) foram dissolvidas em 31 de dezembro de 2016, com data prevista para a conclusão da liquidação e partilha aprovada no prazo de dois anos a contar daquela data”.

Já a “VianaPolis tem previsto, nos respetivos estatutos, a sua dissolução em 31 de dezembro de 2017”.

Relativamente ao encerramento de intervenções realizadas no âmbito dos programas Polis, a proposta de OE2018 refere que “o membro do Governo responsável pela área do ambiente pode proceder, na respetiva esfera de competências, à alocação de verbas resultantes do capital social das sociedades Polis, mediante autorização do membro do Governo responsável pela área das finanças, até ao montante de seis milhões de euros”.

“As sociedades Polis ficam autorizadas a transferir os saldos para apoiar o necessário à execução das empreitadas que ainda se encontrem em curso à data da transferência para outras entidades, nos termos a definir por despacho dos membros do Governo responsáveis pelas áreas das finanças e do ambiente”, acrescenta o texto.

Já na alínea relativa à liquidação destas sociedades, é referido que “o limite da dívida total previsto […] não prejudica a assunção de passivos resultantes do processo de liquidação das sociedades Polis”.

Os programas Polis visam promover intervenções nas vertentes urbanística e ambiental, por forma a promover a qualidade de vida nas cidades, melhorando a atratividade e competitividade dos polos urbanos, segundo a Direção-Geral do Território.

Anúncio

Viana do Castelo

Estudante de Viana vence prémio nacional “Jovem Talento em Gastronomia”

Com o prato “Tradição com Arroz Bom Sucesso”

em

Foto: Divulgação

André Rodrigues, aluno finalista do curso de Gestão e Produção de Cozinha, na Escola de Hotelaria e Turismo de Viana do Castelo, venceu o concurso nacional “Jovem Talento em Gasronomia”, que decorreu entre 04 e 05 de dezembro, em Fátima.

O jovem estudante de Viana do Castelo passou por três etapas regionais, disputando a final da oitava edição destes prémios, que decorreu na Escola de Hotelaria de Fátima.

“Tradição com Arroz Bom Sucesso” foi o prato confecionado pelo jovem chef, com “Arroz de Miúdos, Robalo em Sous-vide, Emulsão de Gordura de Frango/Cristas de Galo e Crocante de Coentros”.

O júri foi composto por Andreia Moutinho, Constança Cordeiro, Fernando Cardoso, Fernão Gonçalves, Gabriel Campino, Gonçalo Costa, Jaime Montgomery, Louis Anjos, Luís Gaspar, Mateus Freire, Nicu Iastremschii, Nuno Castro, Paulo Carvalho, Pedro Braga, Samuel Mota, Sara Soares, Vítor Adão, William Melo e Wilson Pires.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Viana serviu bolo-rei gigante com 230 quilos

95 quilogramas de farinha, 60 quilogramas de frutos secos, 240 ovos, 35 quilogramas de fruta picada e 20 quilogramas de uva passa

em

Foto: AEVC

Um bolo-rei gigante, confecionado por 14 pastelarias do concelho, foi atração, este sábado, num largo de Viana do Castelo, em torno da estátua do novo santo português Bartolomeu dos Mártires.

Fonte da Associação Empresarial de Viana do Castelo (AEVC), que partilha com autarquia local a organização da iniciativa, adiantou que o bolo-rei, tem 50 metros de perímetro.

Foto: AEVC

A confeção do bolo-rei gigante, envolveu a participação de 30 pessoas, entre elas dez alunos da escola de hotelaria da cidade, e foram utilizados cerca de 230 quilogramas de ingredientes: “95 quilogramas de farinha, 60 quilogramas de frutos secos, 240 ovos, 35 quilogramas de fruta picada e 20 quilogramas de uva passa”.

Foto: AEVC

O bolo-rei gigante foi oferecido à população, acompanhado de um “pequeno copo” de vinho do Porto. O evento incluiu momentos musicais com a atuação dos alunos da escola de música ZEPAM-Zé Pedro Associação Musical.

Esta foi a terceira edição do bolo-rei gigante, integrada no programa municipal “Sentidos de Viana”.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Politécnico de Viana apresenta, em Braga, projeto de monitorização de gás radioativo

Mitigação do risco associado à exposição humana ao gás radão

em

Foto: Divulgação

O projeto de I&D RnMonitor, liderado pelo Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), esteve representado pelos investigadores Pedro Martins e Sérgio Lopes na demonstração do piloto tecnológico desenvolvido no referido projeto, no âmbito da 5.ª edição do evento Smart City 360° International Summit, que este ano decorreu no Altice Forum Braga.

A 5.ª edição da cimeira Smart City 360º oferece uma abordagem holística sobre todos os aspetos da ciência e das tecnologias no contexto das Cidades Inteligentes, desafiando as empresas e a academia para a apresentação de protótipos e soluções inovadoras que possam colocar em perspetiva os novos desafios.

O piloto tecnológico em demonstração, intitulado RnMonitor: an IoT-enabled Platform for Radon Risk Management in Public Buildings, consiste numa sonda multi-parâmetro desenvolvida no contexto da Internet das Coisas (IoT) em parceria com o Instituto de Telecomunicações, e numa plataforma web que permite a monitorização online da qualidade do ar interior em edifícios públicos.

O principal objetivo do piloto em demonstração, consiste na mitigação do risco associado à exposição humana ao gás radão, um gás radioativo considerado pela Organização Mundial de Saúde como o segundo fator de risco de cancro de pulmão, logo a seguir ao fumo do tabaco.

O Instituto Politécnico de Viana do Castelo lidera o referido projeto, o qual se encontra na reta final de execução, em parceria com o Instituto de Telecomunicações, Instituto Politécnico do Cávado e do Ave, as empresas BMViV e Digiheart, e os municípios de Viana do Castelo e Barcelos.

Continuar a ler

Populares