Seguir o O MINHO

Futebol

Gil Vicente “teve um ano para formar o seu plantel”

Lito Vidigal

em

Lito Vidigal. Foto: Arquivo

O treinador da equipa de futebol do Boavista considerou este sábado que o Gil Vicente “tem vantagem sobre as outras equipas, porque teve um ano para formar o seu plantel” e as outras “um mês, um mês e meio”.

Lito Vidigal proferiu esta declaração quando fazia a antevisão do encontro que oporá a sua equipa à dos gilistas, no domingo, no Estádio Cidade do Barcelos, pelas 15:50, para a sexta ronda da I Liga portuguesa de futebol.

O técnico respondeu dessa forma após ser instado a caracterizar o próximo adversário dos ‘axadrezados’, algo que nunca faz e também não fez desta vez, ficando-se pela afirmação de que se trata de uma equipa “forte e “bem orientada”.

“Eu, ao contrário do que a maioria das pessoas têm vindo a dizer, acho que Gil Vicente deste ano tem vantagens sobre as outras equipas, porque teve um ano para formar o seu plantel e todas as outras equipas tiverem um mês, um mês e meio”, disse Lito Vidigal, em resposta a essa pergunta.

O treinador completou a sua tese afirmando que “o Gil Vicente já sabia de antemão que ia estar na I Liga e teve um ano inteiro para preparar o seu plantel e escolher os seus jogadores”, pelo que “nesse sentido leva vantagem, ao contrário do que se vem dizendo”.

Os gilistas disputaram o Campeonato de Portugal na época passada e regressaram este ano à I Liga, 13 anos depois de terem sido excluídos da I Liga devido ao ‘caso Mateus’, tendo contratado um novo treinador, Vítor Oliveira, e 23 jogadores.

Para Lito Vidigal, contudo, “são poucos os treinadores que têm autonomia total para escolher os reforços”.

“No Benfica, no Sporting, no FC Porto, vão dando opinião, mas na maior parte dos clubes são as estruturas que escolhem os jogadores. Claro que o treinador tem uma palavra a dizer e é importante, mas já não é como antigamente”, prosseguiu.

O Boavista ainda não perdeu no campeonato, o Gil Vicente ainda não perdeu em casa e o técnico ‘axadrezado’ comentou estes factos dizendo que a sua equipa parte sempre para os jogos com a ideia de os ganhar, seja qual for o opositor.

“É um jogo difícil, contra um adversário forte e bem orientado, mas a nossa intenção é ir competir pensando sempre na vitória”, afirmou, declarando-se “contente com a atitude dos jogadores, principalmente com os que têm jogado menos, porque têm trabalhado de forma séria e têm feito com que os jogam mais evoluam também”.

O Boavista recebeu e empatou a um golo como Sporting na jornada anterior, mantendo assim um registo positivo, que já vem da temporada passada, e Lito Vidigal afirmou que a equipa tem de “trabalhar sempre” para ser melhor amanhã do que é hoje.

“Vamos trabalhar muito para vencer este jogo também”, acrescentou, negando ainda qualquer sentimento de euforia no plantel devido aos bons resultados.

O treinador lembrou “as dificuldades” sentidas na época transata e salientou que “o objetivo vai ser alcançado com 35 pontos”.

“Para vencermos [o Gil Vicente], temos de ser muito organizados, ambiciosos e competitivos”, reforçou.

O Boavista, quarto classificado, com nove pontos, desloca-se a Barcelos no domingo, para defrontar o Gil Vicente, 13.º, com cinco, num jogo da sexta jornada da I Liga marcada para as 15:30.

Anúncio

Futebol

Jesualdo Ferreira, ex-SC Braga, estreia-se a vencer pelo Santos

Brasileirão

em

Foto: Twitter

O treinador português Jesualdo Ferreira conseguiu, na segunda-feira, o primeiro triunfo pelo Santos, ao vencer em casa do Guarani 2-1, com um autogolo já nos descontos, em jogo da segunda jornada do campeonato paulista de futebol.

O avançado Pablo Diogo, emprestado pelo Santa Clara ao Guarani, marcou na própria baliza, aos 90+2, dando o primeiro triunfo na competição ao Santos, que se tinha estreado com um nulo na receção ao Bragantino, naquele que foi o primeiro jogo oficial de Jesualdo.

No jogo de Campinas, o Santos esteve a vencer por 1-0, com um golo de Arthur, aos 21 minutos, mas o Guarani, que viu Lucas Santos ser expulso aos 46 minutos, ainda empatou por Rafael Costa, aos 64, valendo ao ‘peixe’ o autogolo ao cair do pano.

O treinador português, de 73 anos, assinou pelo Santos em dezembro de 2019, numa carreira em que se notabilizou no FC Porto, com três títulos, e passou por Benfica, Sporting de Braga, Panathinaikos, Málaga, Sporting, Zamalek ou Al-Sadd.

No campeonato paulista, o Santos lidera o grupo A, com quatro pontos, mais um do que a Ponte Preta e o Oeste, ambos com três.

O formato de disputa do campeonato ‘paulista’ apresenta algumas diferenças em relação ao modelo antigo, sendo que nesta primeira fase, dividida em quatro grupos de quatro equipas, os componentes do grupo defrontam as outras 12 formações, sem se defrontarem entre si na ‘poule’.

Depois da conquista no final da temporada do ‘Brasileirão’ e da Taça Libertadores por parte de Jorge Jesus ao serviço do Flamengo, Jesualdo Ferreira é o terceiro treinador português a orientar uma equipa nos dois principais campeonatos ‘canarinhos’, ficando a cargo do Santos, vice-campeão brasileiro, enquanto Augusto Inácio foi contratado pelo Avaí, que desceu à segunda divisão.

Continuar a ler

Futebol

Ex-Moreirense Rúben Lima assina pelo Belenenses SAD

Mercado de transferências

em

Foto: DR / Arquivo

O lateral-esquerdo Rúben Lima, de 30 anos, é a primeira contratação do ‘mercado’ de janeiro do Belenenses SAD, anunciou hoje o atual 15.º classificado da I Liga portuguesa de futebol.

O defesa estava sem clube desde de que saiu do Moreirense na temporada passada, na qual realizou 21 jogos, tendo já sido orientado pelo atual treinador da formação lisboeta, Petit, em 2017/18, ao serviço do clube minhoto, numa temporada em que fez 40 partidas.

Formado no Benfica, o defesa representou, em Portugal, o Desportivo das Aves, o Vitória de Setúbal, o Beira-Mar, a União da Madeira e o Moreirense. Pelo meio, esteve quatro anos na Croácia, onde alinhou no Hajduk Split, no Dínamo Zagreb e no HNK Rijeka.

Depois das saídas dos médios Simon Ramírez (Universidade de Concepción, Chile), Jonatan Lucca (Farense), Benny (Desportivo de Chaves) e André Sousa (Gaziantepspor, Turquia), Rúben Lima é o primeiro reforço do plantel às ordens de Petit, que substituiu Pedro Ribeiro no cargo em 15 de janeiro.

Continuar a ler

Futebol

Gil Vicente no Dragão quer somar quinto jogo sem perder

I Liga

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

O Gil Vicente vai, esta terça-feira, ao Dragão, na 18.ª jornada da I Liga de futebol, três dias depois da derrota na final da Taça da Liga do FC Porto, após a qual Sérgio Conceição pôs o lugar à disposição.

A turma de Vítor Oliveira encontra um FC Porto fragilizado após a derrota com o SC Braga (1-0), com um golo de Ricardo Horta nos descontos, que deixou o técnico portista quase de ‘malas aviadas’, por considerar que não havia união no clube.

O treinador manteve-se, contudo, à frente dos ‘azuis e brancos’ e vai agora reencontrar o Gil Vicente, equipa que derrotou o FC Porto na primeira jornada da I Liga.

O Gil Vicente, que não perde há quatro encontros, ocupa o nono lugar, com 22 pontos.

Além da derrota na final da Taça da Liga, o FC Porto também tinha perdido com o SC Braga (2-1) em casa na última jornada da primeira volta.

Os ‘dragões’, segundos classificados, estão provisoriamente a 10 pontos do Benfica, que no domingo venceu fora o Paços de Ferreira, por 2-0.

Programa da 18.ª jornada:

– Domingo, 26 janeiro:

Belenenses SAD – Portimonense, 2-1

Tondela – Vitória de Setúbal, 0-3

Famalicão – Santa Clara, 0-1

Paços de Ferreira – Benfica, 0-2

Desportivo das Aves – Boavista, 0-1

– Segunda-feira, 27 janeiro:

Vitória SC- Rio Ave, 1-2

Sporting – Marítimo, 1-0

– Terça-feira, 28 janeiro:

FC Porto – Gil Vicente, 20:15

– Quarta-feira, 29 janeiro:

Moreirense – SC Braga, 20:15

Continuar a ler

Populares