Seguir o O MINHO

País

Eurosondagem coloca PS à frente com quase mais 15 pontos percentuais do que o PSD

Eleições Legislativas 2019

em

Foto: DR / Arquivo

Um estudo de opinião da Eurosondagem, publicado este sábado no Sol, Porto Canal, Diário de Notícias da Madeira e Diário Insular dos Açores, coloca o PS à frente com 38,1%, mais 14,8 pontos percentuais do que o PSD.

Nesta sondagem, com entrevistas recolhidas entre domingo e quinta-feira desta semana, o PSD surge em segundo lugar nas intenções de voto para as eleições legislativas de 06 de outubro com 23,3%, seguindo-se o Bloco de Esquerda com nove por cento, a CDU com 6,9%, o CDS-PP com seis por cento, o PAN com 4,4% e o Aliança com 1,7%.

Em relação ao barómetro de julho divulgado pela Eurosondagem, no que respeita a intenções de voto, sobem o PS (mais 0,8%), a CDU (mais 0,1%), o PAN (mais 0,1%) e o partido Aliança (mais 0,2).

Em contraponto, descem o PSD (menos 0,3%) e o CDS-PP (menos 0,4%), enquanto o Bloco de Esquerda se mantém nos nove por cento em termos de intenções de voto.

Segundo a Eurosondagem, “a amostra foi estratificada por região, tendo resultado, Norte – 20,3%; Área Metropolitana do Porto – 14,1%; Centro – 23,5%; Área Metropolitana de Lisboa – 22,8%; Sul – 9,8%; Açores – 4,7%; Madeira – 4,9%, num total de 1022 entrevistas validadas”.

Anúncio

País

Lucros da José de Mello Saúde crescem 63,1% no semestre para 22,4 milhões de euros

Recebimento extraordinário na Parceria Público-Privada em Braga ajuda na evolução

em

Foto: Divulgação / Arquivo

A José de Mello Saúde, dona dos hospitais CUF, comunicou ao mercado que fechou o primeiro semestre com uma subida de 63,1% nos lucros, para 22,4 milhões de euros, face ao período homólogo de 2018.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a José de Mello Saúde informa que, nos primeiros seis meses do ano, os proveitos operacionais ascenderam a 383,4 milhões de euros, mais 11,4% em comparação com o mesmo período do ano passado.

O grupo liderado por Salvador de Mello assume no mesmo comunicado que, ao longo do primeiro semestre, apresentou um desempenho positivo na maioria das linhas da sua atividade essencial e detalha que este desempenho resulta de “uma trajetória de crescimento operacional sustentado, em paralelo com a implementação da sua estratégia de investimento e expansão geográfica”.

Na informação enviada à CMVM, a José de Mello Saúde revela que o EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) cresceu 56% para atingir os 59,6 milhões de euros.

Esta evolução é justificada, sobretudo, com o crescimento sustentado da atividade assistencial, novos projetos de expansão e implementação da IFRS16, além de o grupo contar com um recebimento extraordinário na Parceria Público-Privada em Braga, em resultado da decisão favorável do Tribunal Arbitral sobre a comparticipação do Estado nos programas verticais do HIV.

A dona da marca CUF refere ainda o crescimento da dívida financeira líquida consolidada em 62,1 milhões de euros, para 406,5 milhões de euros, um aumento que está em linha com o plano de investimentos em curso, por exemplo, no Hospital CUF Tejo, Hospital CUF Sintra e no Hospital CUF Torres Vedras.

Continuar a ler

País

Os números do Euromilhões

1.° prémio: 173 milhões

em

Foto: O MINHO

É esta a chave do sorteio do Euromilhões desta terça-feira, 17 de setembro: 22, 37, 43, 44 e 45 (números) e 1 e 12 (estrelas).

Em jogo para o primeiro prémio está um valor de 173 milhões de euros.

Continuar a ler

País

Debate Costa – Rio visto por 2,66 milhões de espetadores na SIC,TVI e RTP1

Eleições Legislativas 2019

em

Imagem via RTP 3

O debate entre Rui Rio e António Costa, transmitido na segunda-feira em simultâneo pela SIC, TVI e RTP1 foi visto por 2,66 milhões de espetadores, segundo dados da GFK/CAEM esta terça-feira divulgados.

Segundo os dados fornecidos pelo Grupo Impresa, em média, cerca de 2,66 milhões de pessoas viram o único frente a frente televisivo entre os líderes do PS e PSD, de um total de 4,793 milhões de pessoas que estavam a ver televisão à mesma hora.

O debate foi liderado pela SIC no universo dos canais generalistas, com 22,3% de ‘share’ e 11,3% de audiência média, o que corresponde a 1,067 milhões de espetadores.

A TVI obteve 17,3% ‘share’, o que corresponde a uma audiência média de 8,2% ou cerca de 774 mil espetadores.

A RTP1, com um ‘share’ de 16,2%, registou cerca de 829 mil pessoas durante o debate televisivo (8,8% de audiência média).

As eleições legislativas realizam-se em 06 de outubro. Concorrem a esta eleição, a 16.ª em democracia, um número recorde de forças políticas – 20 partidos e uma coligação.

Continuar a ler

Populares