“Esperemos que seja um cartão forte para a próxima temporada”

Declarações após o jogo Famalicão-Benfica (2-0), da 32.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, disputado hoje, no Estádio Municipal de Famalicão:

– Armando Evangelista (treinador do Famalicão): “As contas do título ao Famalicão dizem pouco. O que diz ao Famalicão é este crescimento. Quem está no Famalicão há um mês e pouco é nisso que se foca porque o campeonato não acaba hoje. E assistir ao que assisti deixa-me satisfeito. Uma equipa com personalidade. Era o nosso objetivo jogar olhos nos olhos com toda a gente. E isso ficou patente.

Fizemos uma primeira parte fantástica. A segunda, os primeiros 20 minutos não tão bem conseguidos, depois voltámos a entrar no jogo. E acabámos por concretizar duas vezes. Trazendo alguma justiça por aquilo que tínhamos feito nos primeiros 45 minutos do jogo.

Um mês e meio de trabalho é muito pouco. E quando a equipa nos transmite que está a aceitar as nossas ideias, aquilo que lhes é proposto, são bons indícios que é bom para continuar e não parar já. Mas isso não vai acontecer por isso há que olhar para os dois jogos que faltam e procurar continuar a evoluir. Há que continuar até ao último dia.

Esperemos que seja um cartão forte para a próxima temporada mas ainda é cedo para pensar nisso. Até porque o meu contrato acaba daqui a pouco tempo. Mas espero ter contribuído para o que será a próxima época.

Eu e o presidente vamo-nos sentar, com certeza. Só que, nesta fase, ainda há tanto a fazer. Acabámos de chegar, ainda há tanto a fazer, não podemos falar no que aí vem. O que nos tem absorvido até este momento é o que temos a fazer ainda este ano.”

– Roger Schmidt (treinador do Benfica): “Acho que a primeira parte foi muito caótica com muitas oportunidades de parte a parte. Não conseguimos dominar o jogo como queríamos. Na segunda parte entramos melhor, dominamos o jogo e, nos primeiros 25 minutos, tivemos oportunidades suficientes para marcar e ganhar o jogo. Depois, o Famalicão marcou e o jogo ficou mais difícil para nós. Com o segundo golo, o jogo acabou. Parabéns ao Famalicão.

Quer dar os parabéns ao Sporting, penso que merecem ser campeões. Eles fizeram uma temporada muito boa, por isso parabéns ao Sporting e ao Ruben Amorim.

Este ano não fomos bons suficientes para sermos campeões, ficamos em segundo, mas não fico satisfeito. Se virmos toda a época, o Sporting poderá acabar com mais de 90 ponto, o que significa se quiséssemos ganhar o título teríamos de quebrar o recorde de pontos. Não fomos bons e regulares o suficiente durante toda a época e nem bons suficientes para bater o Sporting.

É difícil dizer qual foi o momento chave. Em casa temos de ganhar todos os jogos e perdemos pontos contra Casa Pia e Farense e fica mais difícil ganhar. O Sporting foi mais consistente no jogo contra nós e foi decisivo, mas se virmos a temporada toda, vemos que o Sporting foi mais consistente do que nós.

Não sei como vamos ser recebidos. Não vou comentar novamente esse assunto.”

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Festa verde em Fafe

Próximo Artigo

'Leões' festejam título em Braga

Artigos Relacionados
x