Seguir o O MINHO

Região

Divorciados recasados poderão aceder a sacramentos após processo de discernimento

em

Foto: Thiago Correia

A Arquidiocese de Braga vai constituir um grupo para acompanhamento dos cristãos divorciados recasados, que poderá possibilitar o acesso aos sacramentos, de acordo com um processo de discernimento individual. A resolução foi aprovada esta semana, por unanimidade, no Conselho Presbiteral, onde foram definidas orientações para a renovação da Pastoral Familiar.

O grupo que irá acompanhar os divorciados que vivem em nova união será composto por leigos e sacerdotes. Para além de informar e aconselhar sobre processos de declaração de nulidade do matrimónio, a equipa irá acompanhar cada caso, para que após um processo de discernimento pessoal seja reavaliado o acesso aos sacramentos e a possibilidade de virem a ser padrinhos/madrinhas.

Há de se esclarecer que não se trata de uma “autorização geral” para aceder aos sacramentos. De fato, trata-se de um processo de discernimento pessoal, no foro interno, acompanhado por um pastor com encontros regulares, que ajuda a distinguir adequadamente cada caso singular.

No documento, composto por algumas linhas orientadoras para a aplicação da Exortação Apostólica “Amoris Laetitia”, do Papa Francisco, é ainda reforçada a importância e responsabilidade da Pastoral Familiar na preparação matrimonial e no acompanhamento dos casais nos primeiros anos de vida conjugal.

São sugeridas algumas ações baseadas nas propostas apresentadas pelo Papa Francisco, como a realização de reuniões de casais, retiros, conferências de especialistas sobre problemáticas da vida conjugal e familiar, espaços de espiritualidade, preparação de agentes pastorais para falar com os casais acerca das suas dificuldades e aspirações, escolas de formação para pais, entre outras.

Durante o Conselho Presbiteral foi também reforçada a importância do contributo penitencial para o Fundo Partilhar com Esperança e para a concretização do acordo com a diocese de Pemba, que visa proporcionar à comunidade paroquial de Ocua condições para desempenhar a sua tarefa evangelizadora junto dos povos carenciados.

A Arquidiocese de Braga anunciou ainda que irá juntar-se ao Papa Francisco na celebração do primeiro Dia Mundial dos Pobres, com uma mensagem de D. Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz.

Populares