Seguir o O MINHO

Futebol

Depois de ‘pescar’ em Valência, Famalicão garante avançado do Milan

Tiago Dias a caminho de Famalicão

em

Foto: AC Milan

Tiago Dias, avançado de 21 anos que alinha nos italianos do AC Milan, é a mais recente contratação do FC Famalicão para atacar a permanência na I Liga.


Segundo o jornal A BOLA, os famalicenses asseguraram a contratação do jogador que, na temporada passada, esteve cedido ao SC Braga, onde alinhou na equipa B.

O avançado/extremo polivalente, formado no Sporting e no Benfica e que chegou a Milão em 2016, marcou três golos em 12 jogos pela equipa B do Braga, que não exerceu a opção de compra acordada com o Milan.

Os contornos do negócio com o Famalicão ainda não são conhecidos mas é público que o acordo entre Benfica e Milan assegura uma percentagem de 30% para os campeões nacionais.

Esta é já a segunda contratação sonante dos famalicenses, depois da aquisição de Uros Racic ao Valência por empréstimo.

Anúncio

Futebol

Ronaldo fecha 2019/20 com 48 golos e muitas frustrações coletivas

Futebol

em

Cristiano Ronaldo. Foto: DR / Arquivo

O futebolista português Cristiano Ronaldo fechou a época 2019/20, a sua segunda na Juventus, com 48 golos, mais 17 do que na primeira, mas acumulou frustrações coletivas, ‘escapando-se’ apenas o ‘obrigatório’ título italiano.

A nova vitória consecutiva na ‘Serie A’ foi a única alegria da época para o conjunto de Turim, que perdeu a final da Taça de Itália e a Supertaça e, pior, falhou claramente o grande objetivo, ao ‘tombar’ nos oitavos de final da Liga dos Campeões.

Contratado por 100 milhões de euros ao Real Madrid em 2018, o português era visto como a ‘arma’ ideal para vencer a ‘Champions’, que escapa à ‘Juve’ desde 1996, mas, dois anos depois, esse objetivo continua por concretizar.

A Juventus nem sequer conseguiu chegar, esta época, à inédita ‘final a 8’ de Lisboa, eliminada por um Lyon que parecia claramente ao seu alcance, um pouco à imagem do que aconteceu nos quartos de final de 2018/19, então perante o Ajax.

Curiosamente, desta vez, como há um ano, Ronaldo marcou os dois golos da Juventus na eliminatória, mas os seus esforços individuais revelaram-se insuficientes (1-1 fora e 1-2 em casa com os holandeses e 0-1 fora e 2-1 em casa com os franceses).

Na presente edição da Liga dos Campeões, o internacional luso, agora com 35 anos, nem teve uma época muito concretizadora, com apenas quatro tentos, em oito jogos – para um ‘gigante’ total de 131, em 174, que fazem dele o ‘rei’ histórico da prova.

Cristiano Ronaldo destacou-se mais na ‘Serie A’, ao chegar aos 31 golos – 21 em 2018/19 -, embora ‘empurrado’ por 12 grandes penalidades, num total de 17 em toda a época (mais três na seleção, uma na ‘Champions’ e outra na Taça de Itália).

Os seus tentos foram determinantes para o título da ‘velha senhora’, mas o português não foi, ainda assim, eleito o melhor jogador do campeonato transalpino, sendo batido pelo argentino Paulo Dybala, seu companheiro de equipa na ‘Juve’.

Em matéria de golos, Ronaldo também não conseguiu a ‘coroa’ de melhor goleador, que já havia conseguido em Inglaterra e Espanha, pois os seus 31 golos não chegaram para os 36 de Ciro Immobile, jogador da Lazio.

O português ainda chegou a igualar o internacional transalpino depois da paragem devido à pandemia da covid-19, mas o jogador ‘laziale’ respondeu nas últimas jornadas, ultrapassando mesmo o polaco Robert Lewandowski (34 pelo Bayern Munique), o que lhe valeu a conquista da ‘Bota de Ouro’.

Nas outras provas internas, a Juventus falhou os títulos, nomeadamente a Taça de Itália, perdida nos penáltis para o Nápoles (2-4, após 0-0 nos 90 minutos), na final, e a Supertaça, com um desaire face à Lazio por 3-1.

Em duas épocas com Cristiano Ronaldo, a formação de Turim somou, assim, três títulos, nomeadamente dois campeonatos e uma Supertaça, depois de duas ‘dobradinhas’ – quatro troféus – nos dois anos anteriores (2016/17 e 2017/18).

Pela Juventus, o português totalizou 37 golos em 46 encontros em 2019/20 – para um total, nas duas épocas, de 65 tentos, em 89 jogos -, aos quais acrescentou 11 em apenas seis jogos pela principal seleção portuguesa de futebol.

Ronaldo marcou um golo na Servia (4-2), quatro na Lituânia (5-1), um ao Luxemburgo (3-0), outro na Ucrânia (1-2), três na receção aos lituanos (6-0) e um mais no Luxemburgo (2-0), não falhando, assim, em nenhum dos seis jogos, todos em 2019.

A época 2019/20 também ficou marcada pelo milésimo jogo da careira e o golo 700 – em ambos os casos com várias versões, conforme as contagens -, sendo que, por Portugal, ‘estacionou’ nos 99, em 164 jogos. Falta um para novo número histórico.

Continuar a ler

Futebol

Benfica regressa ao trabalho com Jorge Jesus, Pedrinho e Gilberto

Futebol

em

Foto: Twitter / Benfica

O Benfica arranca hoje para a época futebolística 2020/21, com exames médicos, apenas uma semana depois de fechar 2019/20, num dia em que serão novidades o treinador Jorge Jesus e os jogadores Pedrinho e Gilberto.

O técnico, de 66 anos, está de regresso à Luz cinco anos depois de ter saído, de forma polémica, para o Sporting, enquanto os dois reforços brasileiros chegaram na sexta-feira a Portugal e deverão hoje marcar presença no arranque da nova temporada.

Os ‘encarnados’ cumprem hoje apenas exames médicos, seguindo-se, no domingo, os testes físicos. O primeiro treino da época 2020/21 está marcado para segunda-feira.

Além de Pedrinho (ex-Corinthians) e Gilberto (ex-Fluminense), estará para breve a contratação de outro brasileiro, o extremo internacional ‘canarinho’ Everton ‘Cebolinha’, proveniente do Grêmio de Porto Alegre.

Em relação ao plantel, são múltiplas as dúvidas, em matéria de entradas e saídas, sendo que o grande objetivo dos ‘encarnados’ será o avançado uruguaio Edinson Cavani, que atuava no Paris Saint-Germain e contabiliza 403 golos na carreira, em 702 jogos.

De resto, são muitos outros os nomes falados para reforçar o plantel, como Rúben Semedo (Olympiacos), Robin Koch e Waldschmidt (Friburgo), Cabrera (Espanyol), Gerson e Bruno Henrique (Flamengo) ou os ex-jogadores Garay (Valência) e Di Maria (PSG).

De regresso, após empréstimos, também podem chegar Lema, Fejsa, Alfa Semedo, Krovinovic, Ferreyra, Cádiz, Diogo Gonçalves ou Nuno Santos, desconhecendo-se quais os que ficarão.

Para já, também não há confirmação de saídas, sendo que o núcleo duro deve continuar, de Vlachodimos a Vinícius, melhor marcador da edição 2019/20 da I Liga, passando por André Almeida, Rúben Dias, Grimaldo, Gabriel, Weigl, Pizzi ou Rafa.

Quanto a Jorge Jesus, que veio para “unir a nação benfiquista”, já deu o mote na apresentação de segunda-feira, prometendo uma “grande equipa”, a jogar o “triplo” do passado, de forma não só a “ganhar” como a “arrasar”.

Na primeira passagem pelo Benfica, de seis anos, entre 2009/10 e 2014/15, Jesus conquistou 10 troféus, nomeadamente, três campeonatos, uma Taça de Portugal, uma Supertaça e cinco edições da Taça da Liga, com 225 vitórias, 51 empates e 45 derrotas (674-249 em golos), em 321 jogos oficiais.

O 322.º embate realiza-se em 15 ou 16 de setembro, na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, que é disputada num só jogo e tem sorteio marcado para 31 de agosto. Se seguir em frente, o Benfica joga o ‘play-off’, em 22 ou 23 e 29 ou 30.

Continuar a ler

Futebol

Vitória assegura Dénis Poha a título definitivo até 2024

Futebol

em

Foto: Divulgação / Vitória SC

O Vitória SC assegurou a transferência de Dénis Poha aos franceses do Rennes por 300 mil euros e assinou contrato com o médio até junho de 2024, informou hoje o clube da I Liga portuguesa de futebol.

O francês, de 23 anos, realizou 32 jogos oficiais pela turma de Guimarães na época 2019/20, ao abrigo de um empréstimo pelo clube da Bretanha, e a SAD vitoriana, presidida por Miguel Pinto Lisboa, avançou para a contratação do atleta a título definitivo.

Além de ter garantido os “direitos económicos e desportivos do atleta por 300 mil euros”, o Vitória pode ainda ter de pagar outros 300 mil euros ao clube francês, onde Poha foi formado, consoante a concretização de “objetivos relacionados com o apuramento para as competições europeias”, informa a nota publicada no sítio oficial dos minhotos.

Apurado para a próxima edição da Liga dos Campeões após o terceiro lugar alcançado na I Liga francesa, o Rennes tem ainda direito a “receber 25% das mais-valias realizadas pelo Vitória numa futura transferência”, refere ainda o comunicado dos minhotos.

Poha estava vinculado ao Rennes desde 2011 e jogou ainda, por empréstimo, em dois clubes da II Liga francesa: US Orleães, na época 2017/18, e Nancy, na segunda metade da época 2018/19.

Internacional pelas seleções jovens gaulesas, o futebolista sagrou-se campeão europeu de sub-19 em 2016, tendo sido titular nos cinco jogos desse torneio, e disputou ainda quatro partidas no Mundial sub-20 de 2017, no qual a França atingiu os oitavos de final.

Continuar a ler

Populares