Dead Combo e Sérgio Godinho são os destaques no ‘Folk Celta’ em Ponte da Barca

Festival tem, ainda, atuações de bandas de várias partes do globo

A XII edição do Festival Folk Celta, realiza-se dias 26 e 27 de julho, em Ponte da Barca, é um evento de entrada livre que, à semelhança do ano passado, terá como palco o Choupal, nas margens do Rio Lima.

Os portugueses Dead Combo, que editaram recentemente o seu sexto álbum de originais, “Odeon Hotel” são o destaque do primeiro dia do festival que conta ainda com as atuações da cantora e compositora espanhola Ana Alcaide, dos húngaros Meszecsinka, Os D’Abaixo, da Galiza e de Cremilda Medina, cabo-verdiana vencedora de vários prémios nacionais e internacionais.

O segundo dia inicia com a atuação dos vencedores do Stingray Rising Star Award 2017, os canadianos Jazzamboka. Seguem-se os Caxade, projecto pessoal de Alonso Caxade, inspirado no folk-pop e nos sons bucólico-pastoris da velha Europa e o incontornável nome da música portuguesa Sérgio Godinho, que apresenta o seu 18º álbum de originais “Nação Valente”.

Portugal também está representado no segundo dia do festival com Omiri, um dos mais originais projectos de reinvenção da música tradicional portuguesa. A música brasileira encerra o festival com chave-de-ouro, com a atuação dos Samba Sem Fronteiras, um projeto de brasileiros residentes em Portugal que valoriza a tradição e os grandes poetas da música popular brasileira.

Em simultâneo com os concertos decorre a habitual Feira Tradicional que este ano conta com cerca de quarenta expositores e uma área de restauração.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Vitória abre no Luxemburgo participação portuguesa na Europa

Próximo Artigo

Grande Prémio do Minho junta ciclistas de Portugal, Bélgica, Colômbia e Espanha

Artigos Relacionados
x