Seguir o O MINHO

Região

Covid-19: Incidência sobe em todos os concelhos do distrito de Braga

Atualização da DGS

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO / Arquivo

A taxa de incidência de casos de covid-19 subiu em todos os concelhos do distrito de Braga, segundo o boletim epidemiológico desta sexta-feira da Direção-Geral da Saúde. Como o Governo anunciou ontem, o desconfinamento irá avançar em agosto de forma igual em todo o território, mas se se mantivessem as regras em vigor até à semana passada, os concelhos de Braga, Guimarães e Barcelos teriam passado a risco muito elevado, como já estava Famalicão, e teriam mais restrições.

Segundo o boletim, referente ao período entre 15 e 28 de julho, a incidência nos concelhos do Baixo Minho é a seguinte: Braga (313 por 100 mil habitantes), Guimarães (376), Barcelos (282), Famalicão (398), Vila Verde (370), Amares (232), Póvoa de Lanhoso (349), Vieira do Minho (221), Fafe (427), Esposende (410), Vizela (322), Celorico de Basto (286), Terras de Bouro (317) e Cabeceiras de Basto (258).

Já no Alto Minho, a incidência desceu em Viana e Ponte da Barca, manteve-se em Paredes de Coura e subiu nos restantes, com destaque para Melgaço, que até à semana passada se encontrava a ‘zeros’.

No Alto Minho registam-se as seguintes taxas de incidência por 100 mil habitantes: Viana do Castelo (180), Cerveira (202), Caminha (89), Ponte da Barca (63), Monção (113), Arcos de Valdevez (106), Melgaço (13), Paredes de Coura (248), Ponte de Lima (236) e Valença (189).

Populares