Seguir o O MINHO

Região

Costa em aviso amarelo devido à agitação marítima

IPMA

em

Foto: DR / Arquivo

Sete distritos de Portugal continental estão hoje sob aviso amarelo por causa de agitação marítima forte, prevendo-se ondas de noroeste com quatro a cinco metros, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).


Os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria e Lisboa vão estar sob aviso amarelo durante o dia de hoje, até às 18:00.

O aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Por causa da agitação marítima, as barras de Esposende, Póvoa de Varzim, Vila do Conde e Ericeira estão fechadas a toda a navegação, alerta a Autoridade Marítima Nacional.

As barras marítimas de Aveiro, Figueira da Foz e São Martinho do Porto, assim como as de Santa Cruz das Flores e Lajes das Flores, nos Açores, estão condicionadas, ainda segundo a autoridade marítima.

O IPMA prevê para hoje no continente céu geralmente pouco nublado, com maior nebulosidade nas regiões do Norte e Centro, períodos de chuva fraca no Minho, vento fraco, soprando por vezes moderado, neblina ou nevoeiro matinal e pequena descida da temperatura mínima no litoral Norte.

As temperaturas mínimas no continente vão oscilar entre os 3 graus Celsius (em Bragança) e os 10 (em Faro e Sagres) e as máximas entre os 12 (na Guarda) e os 21 (em Faro).

Anúncio

Região

ARS Norte alerta por SMS: “Se tem sintomas, fique em casa e ligue SNS 24”

Covid-19

em

Foto: DR

A ARS Norte enviou esta segunda-feira SMS aos utentes a alertar para os sintomas da covid-19 e a apelar, caso os tenha, para que fique em casa e ligue para o SNS24.

“Tosse? Febre? Alteração do olfato ou do paladar? Se tem sintomas, fique em casa e ligue SNS 24. Travar o vírus começa por si”, lê-se na mensagem.

Portugal contabiliza hoje mais 74 mortos relacionados com a covid-19 e 4.044 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 3.971 mortes e 264.802 casos de infeção pelo novo coronavírus, estando hoje ativos 84.004 casos, mais 62 do que no domingo.

Relativamente aos internamentos hospitalares, o boletim epidemiológico da DGS revela que estão internadas 3.241 pessoas (mais 90 do que no domingo), das quais 498 em cuidados intensivos (mais sete nas últimas 24 horas).

A DGS indica que das 74 mortes registadas nas últimas 24 horas, 35 ocorreram na região Norte, 20 na região de Lisboa e Vale do Tejo, 10 na região Centro, duas no Alentejo e uma no Algarve.

Segundo o boletim, 55,8 por cento dos novos casos situam-se na região Norte, que contabilizou nas últimas 24 horas mais 2.258 infeções, totalizando 137.621 casos de infeção e 1.857 mortos desde o início da pandemia.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.388.590 mortos resultantes de mais de 58,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Continuar a ler

Braga

Ricardo Rio: Braga perdeu “um profissional exemplar e um amigo de sempre”

Fernando de Sá Menezes faleceu esta segunda-feira

em

Foto: DR

O presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, manifestou, hoje, em declarações a O MINHO, “profunda tristeza” pela morte do pediatra bracarense Fernando de Sá Menezes. “Perdemos um profissional exemplar, um amigo de sempre, um cidadão dedicado à sua comunidade. Envio sentidas condolências à família e ao imenso rol de amigos, entre os quais que me orgulho de constar”, disse.

Ao que O MINHO soube, o malogrado médico, iria ser, em breve, alvo de uma segunda homenagem pública – a primeira ocorreu há dois anos no Palácio do Raio, e na sua presença – desta vez, em forma de livro, o qual está a ser preparado por Gracinda Oliveira e Eduardo Jorge Madureira, que estão a coligir depoimentos sobre a sua vida e obra. O ilustre clínico faleceu, depois das 18:00, no Hospital de São Marcos, onde estava internado.

Sá Meneses era conhecido e estimado por milhares de famílias da cidade, de cujos filhos cuidou, tendo chegado a dirigir o Hospital de São Marcos de Braga.

Fernando de Sá Menezes, conhecido pediatra de Braga, morreu hoje ao final da tarde

O médico, que foi dirigente do PPM (Partido Popular Monárquico) local, foi alvo, recentemente, de um voto de louvor na Assembleia Municipal e de uma homenagem pública no Palácio do Raio. Recebeu, ainda, um dos galardões de ‘A nossa terra’.

Nasceu em 1931, em Braga. Tirou o curso de Medicina na Universidade de Coimbra em 1959. Foi Médico residente estrangeiro no Hospital Universitário de Madrid e aluno da escola profissional de puericultura. Em 1964, realizou o exame de equivalência de Pediatria e Puericultura pela Ordem do Médicos em Coimbra. Anos mais tarde, integrou o serviço de Pediatria do Hospital de São Marcos que nove anos depois viria assumir a sua direção clínica, cargo que desempenhou com empenho, zelo e dedicação até ao final da sua atividade como profissional de medicina. Em 1975, foi nomeado Presidente da Comissão Instaladora após votação de toda a equipa profissional do hospital. Em 1978, terminado o período de instalação foi nomeado Diretor do Hospital, cargo que desempenhou até 1984, aquando da sua passagem a Diretor do serviço de pediatria até 1999.

Continuar a ler

Braga

Covid-19: Concelho de Braga com 1.797 casos ativos e mais quatro mortes

Dados locais

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

O concelho de Braga regista hoje 1.797 casos ativos de covid-19, mais 103 do que na passada sexta-feira, data do último balanço publicado por O MINHO.

O município contabiliza agora 6.659 casos desde o início da pandemia, mais 560 nos últimos três dias.

Estes números foram apurados pelo nosso jornal junto de fonte local da saúde às 18:00 desta segunda-feira.

Há ainda mais 453 doentes curados desde ontem, totalizando 4.769 recuperações desde o início da pandemia.

Há 93 óbitos a lamentar, mais quatro em relação a sexta-feira.

Por fim, estão 1.965 pessoas em vigilância ativa, mais 502 do que na sexta-feira.

Continuar a ler

Populares