Seguir o O MINHO

Alto Minho

Clássicos alemães vão desfilar pelo país (com paragem no Alto Minho)

Antigomobilismo

em

Foto: ACP

Mais de centena e meia de alguns dos mais históricos e emblemáticos automóveis produzidos na Alemanha vão desfilar a Norte e a Sul do país, no próximo sábado, durante o Passeio dos Alemães, um evento do ACP Clássicos, foi hoje anunciado.

São esperadas diferentes gerações do Porsche 911 e do Mercedes-Benz SL, o popular Volkswagen Carocha, o espartano Trabant, ou exclusivos modelos da Audi, BMW, Opel, entre outras marcas.

Em comunicado enviado a O MINHO, a ACP salienta ser “comum associarmos a Alemanha aos automóveis premium, mas também a modelos que foram determinantes na democratização da mobilidade a milhões de europeus no pós-guerra. Um país com uma enorme cultura automobilística e, por isso mesmo, com um portefólio de modelos que fizeram e fazem a História não apenas da Europa”.

No Norte, com partida da Maia, e pela primeira vez também no Sul, com arranque de Oeiras (Estádio Nacional do Jamor), a “viagem” vai concentrar mais de 150 carismáticos automóveis com ADN exclusivamente germânico e proporcionar emoções aos entusiastas que os vão conduzir e ao público que os vai admirar, refere o clube automóvel.

São esperados diferentes modelos como Mercedes-Benz SL – 190, W113 (“Pagode”), R 107 (“Dallas”) e R129 – ou do Porsche 911 – Série G, 964, 993, 996 e 991 -, a par de outros “ilustres”, como o revivalista BMW Z8.

Mas o evento também reunirá modelos símbolos da democratização do automóvel e, por isso mesmo, com um lugar especial na História da Europa, como o Volkswagen Carocha, ainda hoje conhecido pelo “Carro do Povo”, ou o pitoresco e não menos popular na ex-RDA, Trabant, símbolo ideológico da “Cortina de Ferro”.

Passado e presente vão, portanto, cruzar-se, da mesma forma que muitos dos participantes também simbolizarão diferentes gerações, mas com um gosto particular em comum: os automóveis de origem alemã.

Norte

A Norte, o Passeio dos Alemães também promete um dia memorável. A Quinta dos Cónegos, na Maia, servirá de ponto de encontro, às 9:00, para a “família” alemã, que rumará até Vila Nova de Cerveira para o almoço no Restaurante Dom Júlio. Tal como acontece na concentração do Sul, também no Norte, é dada aos participantes a possibilidade de rolarem em ritmo de passeio, com visita marcada para o Navio Hospital Gil Eanes, em Viana do Castelo, ou experimentarem sensações mais fortes, na Serra de Arga, simulando uma prova especial de regularidade histórica.

Luís Cunha, Secretário-Geral do ACP Clássicos, sublinha: “O Passeio dos Alemães é um evento com grande potencial de evolução e a prova é que, logo na primeira vez que se realiza a Sul, às portas de Lisboa, atrai mais de 100 equipas. No Norte, serão mais 50, o que prova, de facto, que também as marcas alemãs têm grande expressão no universo dos clássicos, com modelos muito representativos, tornando o convívio muito apelativo para diferentes gerações de participantes. Em termos de estrutura do evento, tanto a Norte como a Sul, optámos por manter a fórmula de sucesso já usada no Passeio dos Ingleses, oferecendo aos participantes a possibilidade de explorar os seus carros, num ritmo mais vivo ou contido, sendo esse também um dos pilares de sucesso do evento”.

Programa, dia 26 de março (sábado)

Passeio dos Alemães – Sul
09h00 – Concentração no Estádio Nacional (junto à entrada para a Tribuna de Honra – entrada pela EN6-3), no Jamor
10h00 – Partida do Passeio em direção a Montargil
11h30 – Visita ao Fluviário de Mora (Grupo Turístico)
11h30 – Treino de regularidade na zona de Erra, Coruche (Grupo Desportivo)
13h30 – Chegada ao Hotel Nau Lago Montargil
14h00 – Almoço no Hotel Nau Lago Montargil

Passeio dos Alemães – Norte
9h00 – Concentração na Quinta dos Cónegos, na Maia
09h30 – Visita à Quinta dos Cónegos
10h00 – Partida do Passeio em direção a Vila Nova de Cerveira
11h30 – Visita ao Navio Hospital Gil Eanes em Viana do Castelo (Grupo Turístico) e treino de regularidade na Serra de Arga (Grupo Desportivo)

Populares