Seguir o O MINHO

Braga

Centro de Emprego de Braga vai ter um Núcleo de Promoção e Acompanhamento

Economia

em

Foto: Arquivo

Um Núcleo de Promoção e Acompanhamento (NPA) vai ser criado no Centro de Emprego e Formação Profissional de Braga da Delegação Regional do Norte, segundo um extrato de uma deliberação hoje publicado em Diário da República (DR).

A criação de até 112 núcleos nas Unidades Orgânicas Locais a nível nacional foi determinada pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) que, em reunião de 30 de março deste ano, deliberou criar um destes núcleos na cidade de Braga.

O NPA terá várias competências, designadamente a realização de atividades “conducentes ao desenvolvimento e promoção do emprego e de oferta de qualificação, potenciando a captação de ofertas de emprego junto das entidades empregadoras e a participação dos respetivos trabalhadores em ações de formação, mobilizando os atores locais relevantes para colaborarem na resposta às necessidades em matéria de emprego e de qualificação”.

A “interlocução junto das entidades que integram o tecido empresarial e económico local, bem como a realização de ações proativas junto das mesmas”, ou o “acompanhamento de projetos de grande dimensão e impacto ao nível do emprego e da economia”, serão outras das competências deste Núcleo de Promoção e Acompanhamento.

Segundo o DR, o NPA vai também “proceder ao acompanhamento dos projetos desenvolvidos no âmbito das medidas ativas de emprego, nomeadamente, realizando visitas aos locais onde decorrem as respetivas atividades” e “elaborar candidaturas aos programas de cofinanciamento comunitário, designadamente ao FSE [Fundo Social Europeu] e FEDER [Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional]”.

Garantir “o respetivo acompanhamento, controlo e apresentação de saldos, proceder ao atendimento dos utentes e candidatos a emprego, de forma integrada com os canais de prestação de serviços à distância e incluindo as atividades de ‘backoffice’ subjacentes”, são igualmente outras das competências deste núcleo.

Entre outras competências, este núcleo irá ainda “promover o estabelecimento de parcerias para a qualificação com outros operadores públicos e privados de educação e formação, com empresas e outras entidades da economia social, com vista a potenciar os recursos humanos e materiais disponíveis, e as oportunidades de inserção dos formandos”.

Este núcleo fará também o “acompanhamento da trajetória dos formandos após a conclusão do respetivo percurso de qualificação”.

Populares