Seguir o O MINHO

Braga

Campanha de André Ventura junta 170 em jantar em Braga

Eleições presidenciais 2021

em

Imagem: TVI

Cerca de 170 apoiantes do partido Chega estão esta noite reunidos num jantar-comício no concelho de Braga. Apesar de o mandatário da campanha dizer que as normas da DGS estão a ser cumpridas, a TVI afirma que não estão a ser cumpridas as distâncias de segurança.

Depois de marcar ‘passo’ em Guimarães, num discurso que já tinha juntado perto de uma centena de apoiantes da candidatura de André Ventura às eleições presidenciais de 24 de janeiro, a comitiva rumou à capital do distrito para jantar com os apoiantes.

Segundo o diretor de campanha, apesar do confinamento geral, e por se tratar de atividade política, o jantar foi autorizado pelas autoridades da saúde, embora sob fortes restrições como distância entre pessoas por mesa, distância entre as mesas, higienização e uso de máscara fora do ato da refeição.

Imagem: TVI

“Acusaram uma cidade inteira de ser racista”, diz André Ventura em Guimarães

De acordo com a TVI, nas mesas estavam várias pessoas que não pertencem ao mesmo agregado familiar, algo que é desaconselhado nas normas da DGS para mitigar a pandemia da covid-19. A distância de segurança para pessoas que não moram juntas é de 1,5 metro.

Rui Paulo Sousa, mandatário da campanha do líder do Chega disse à TVI que o jantar estava a cumprir todas as normas, que as distâncias estavam a ser cumpridas, e que a delegação de saúde esteve no local antes do jantar e autorizou. Contudo, é possível ver nas imagens da estação televisiva que em algumas mesas a distância entre pratos é exatamente a mesma do que no período pré-pandemia.

As eleições presidenciais, que se realizam em plena epidemia de covid-19 em Portugal, estão marcadas para 24 de janeiro e esta é a 10.ª vez que os portugueses são chamados a escolher o Presidente da República em democracia, desde 1976.

A campanha eleitoral começou no dia 10 e termina em 22 de janeiro.

Concorrem às eleições sete candidatos, Marisa Matias (apoiada pelo Bloco de Esquerda), Marcelo Rebelo de Sousa (PSD e CDS/PP) Tiago Mayan Gonçalves (Iniciativa Liberal), André Ventura (Chega), Vitorino Silva, mais conhecido por Tino de Rans, João Ferreira (PCP e PEV) e a militante do PS Ana Gomes (PAN e Livre).

Populares