Seguir o O MINHO

Braga

Câmara de Braga obrigada a lançar terceiro concurso público para obras num jardim de infância

Empreiteiros apresentam preços 200 mil euros acima do custo-base

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara de Braga vai lançar novo concurso público, o terceiro, para a requalificação do Jardim de Infância de Gualtar, devido ao constante aumento dos custos de produção na construção civil.

Do último concurso, com um preço-base de 1,032 milhões de euros, não resultou nenhum vencedor, já que dos quatro concorrentes, dois deles, a construtora Rui Vilaça Pinheiro, Lda, e a Construções F.M. Magalhães, Lda, apresentaram preços que são superiores em 200 mil euros ao custo-base.

Um terceiro concorrente, a empresa Marijobel, Lda, propôs-se fazer a obra por 1,030 milhões, mas o júri considerou que não tinha as condições suficientes para concorrer, por falta de alvará apropriado. Um quarto operador, a Costeira & Filhos, Lda, entregou uma proposta, simbólica, de 351 euros, que não foi considerada.

“Vamos ter de aumentar o preço-base”, disse ao o MINHO, a vereadora do setor dos equipamentos, Olga Pereira.

O Jardim de Infância de Gualtar terá mais uma sala de aula após estas obras e o recreio exterior requalificado permitirá a realização de atividades físicas sem o condicionamento direto das condições meteorológicas.

O projeto inclui ainda o redesenho do refeitório, a requalificação da copa, a reformulação da sala de educadores, a criação de novos espaços para sala de atendimento, sala para os auxiliares e instalações sanitárias para adultos, a criação de cacifos para alunos, a ampliação das salas de aulas existentes e a substituição dos pavimentos interiores.

Populares