Seguir o O MINHO

Braga

Braga: Vencedores do programa ‘Laboratórios de verão’ em destaque Noite Branca

em

Os projetos vencedores do programa ‘Laboratórios de verão’, desenvolvido pelo GNRation, e que estarão presentes durante a quarta edição da Noite Branca de Braga, que se realiza entre 11 e 13 de setembro, foram apresentados esta sexta-feira, durante uma visita realizada por Sameiro Araújo, presidente da Fundação Bracara Augusta.

São quatro projetos, distintos, que resultam de um desafio lançado pelo GNRation a artistas ou coletividades residentes em Braga, ou cujos elementos são naturais de Braga, para desenvolver conteúdos artísticos originais nos domínios da imagem, som, performance, interatividade, música ou dança.

O talento dos artistas Bracarenses ficou bem patente durante esta visita. Como explicou Sameiro Araújo, o projeto ‘Laboratório de verão’ nasceu de uma sugestão do Conselho Municipal de Juventude para “abrir as portas do GNRation aos artistas locais, para que eles pudessem desenvolver as suas atividades dando-lhes todo o apoio para concretizarem as suas ideias”.

A parceria entre a Fundação Bracara Augusta e a Câmara Municipal de Braga foi um dos aspetos destacados pela responsável como forma de levar ‘a bom porto’ as iniciativas do Município.

“O GNRation e a Fundação têm um papel preponderante na dinamização das políticas de Juventude e estou certa que no futuro essa parceria irá continuar a dar frutos”, referiu Sameiro Araújo, enaltecendo a criatividade e qualidade dos jovens artistas Bracarenses.

Projetos prometem agradar a diferentes públicos

Com ‘residência artística’ no GNRation, os quatro projetos foram desenvolvidos durante um período de duas semanas, sendo agora apresentados no contexto da Noite Branca em formato performativo ou de instalação/exposição.

A instalação interativa ‘Crash Symphony’ de Miguel Ogoshi, um projeto escolhido pela direcção artística do GNRation, é uma analogia que revisita o lado estético de “Crashed Cars”, do escritor britânico J.G. Ballard, e que promove uma interação do condutor de um automóvel com o universo sonoro digital. Durante a Noite Branca, a instalação estará localizada à porta do edifício GNRation.

programa Laboratorios de Verao2

Outro projeto escolhido pela organização é o ‘Harpa Laser’ de Nuno Santos. Trata-se de uma instalação sonora interativa e que promete chamar a atenção do público. Inspirado na harpa convencional, o projeto utiliza lasers que simulam as cordas da harpa e ao ser ‘tocado’ emite um som digital produzido por micro computadores. Na Noite Branca o ‘Harpa Laser’ estará à disposição de quem o quiser experimentar nas arcadas da Rua do Castelo.

programa Laboratorios de Verao1

O público escolheu outros dois projetos. ‘Zé de Braga’ de ZéZé Cordeiro é um trabalho musical a solo, utilizando a viola Braguesa, que pretende explorar sonoridades e timbres tradicionais no contexto da música eletrónica e experimental contemporânea. Este concerto terá lugar no edifício GNRation no dia 12 de setembro, pelas 23h00.

A outra escolha do público chama-se ‘Sensorial Collector’ de Angelina Cordeiro e Elisa Nhantumbo. Este é o resultado físico de uma (re)descoberta da cidade de Braga através da sua oferta quer em forma física, quer de forma simbólica. Trata-se de uma instalação que estará patente no edifício GNRation.

Além de um local de trabalho para os artistas desenvolveram as suas ideias, o GNRation disponibilizou 1.250 euros por projeto, bem como, todo o apoio técnico e de produção.

Populares