Seguir o O MINHO

Braga

Braga reforça aposta na rede WiFi no centro histórico

Investimento de 50 mil euros para aumentar a potência de sinal e a capacidade para suportar mais dispositivos ligados

em

Foto: Divulgação/CM Braga

O Município de Braga anunciou esta segunda-feira que está a reforçar a cobertura da rede WiFi instalada no Centro Histórico, em particular nas zonas de maior afluxo turístico.


O investimento, de aproximadamente 50 mil euros, resulta da aprovação de uma candidatura à ‘Linha de Apoio a Projectos WIFI em Centros Históricos’, disponibilizada pelo Turismo de Portugal.

As principais áreas de intervenção foram a Praça Conde de Agrolongo, Praça Municipal, o Jardim de Santa Bárbara, a Praça da República e a Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva – este último é um equipamento frequentado por cada vez mais por Turistas que procuram explorar Braga e a sua Cultura, justificando-se assim esta melhoria no local.

“O novo “WiFi Braga” estará disponível a partir desta quarta-feira, dia 17 de Abril. Com a entrada em vigor desta rede melhorada – com maior potência de sinal e capacidade para suportar mais dispositivos ligados – será ainda integrada uma nova plataforma de gestão e será pedido a todos os utilizadores para se registarem novamente – aceitando, dessa forma, os termos e políticas de acordo com a Lei de Protecção de Dados”, diz a Câmara de Braga, em comunicado.

Recorde-se que, além da zona histórica, o WiFi Braga está disponível nas Piscinas da Ponte, no Parque Municipal de Campismo e Caravanismo e no Estádio Municipal.

Anúncio

Braga

Braga avança com centro de biotrituração comunitário para evitar queimadas

Ambiente

em

Foto: DR

A Câmara de Braga vai avançar com a instalação de um centro de biotrituração comunitário, ao abrigo de um projeto que visa combater incêndios florestais e proteger a natureza, as pessoas e os bens, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a Câmara refere que o centro de biotrituração vai nascer ao abrigo de um financiamento de 234 mil euros para a segunda edição do projeto “Cuidar Braga”.

A verba foi atribuída pelo programa “Ambiente, Alterações Climáticas e Economia de Baixo Carbono” do EE Grants, um mecanismo financeiro plurianual que apoia financeiramente os estados-membros da União Europeia com maiores desvios da média europeia do PIB per capita.

O “Cuidar Braga”, lançado pelo município no início deste ano em parceria com as juntas de freguesia, foi financiado pelo Fundo Recomeçar da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

A iniciativa disponibilizou à população, de forma gratuita, dois biotrituradores para a destruição de sobrantes agrícolas e florestais, com o objetivo de reduzir em 40% o número de queimas realizadas no concelho.

Agora, com o “Cuidar Braga II”, a autarquia vai instalar e dinamizar o centro de biotrituração comunitário.

Para valorizar o subproduto, que se pretende distribuir gratuitamente entre os contribuintes de biomassa, promovendo uma economia circular, o município irá trabalhar em parceria com a Braval, empresa intermunicipal de valorização e tratamento de resíduos sólidos.

Assim, o projeto vai permitir à autarquia operacionalizar três opções de adaptação das 29 identificadas na Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas, nomeadamente monitorização do estado sanitário do parque arbóreo, promoção do aproveitamento de biomassa florestal (aquecimento de águas, pellets) e promoção do ordenamento e gestão florestal.

Continuar a ler

Braga

Distrito de Braga continua a ter a gasolina mais barata do país

Relatório de outubro da ERSE

em

Foto: Ilustrativa / DR

O distrito de Braga é o que tem a gasolina mais barata do país, segundo o relatório de outubro da ERSE – Entidade Reguladores dos Serviços Energéticos.

Em média, o gasóleo tem o preço 1,225 €/l (-1,8% em relação ao mês anterior) e a gasolina 1,419€ (-0,9%).

Já no distrito de Viana do Castelo, o gasóleo tem o preço médio de 1,244 €/l (-0,2%) e a gasolina 1,436 €/l (+0,2%).

A nível nacional, o preço médio da gasolina simples manteve-se inalterado em outubro face a setembro e o do gasóleo simples diminuiu 0,6%, para 1,239 euros/litro, o valor mais baixo dos últimos quatro meses, informou hoje a ERSE.

“O PVP [preço de venda ao público] do gasóleo simples registou a segunda descida consecutiva, contrariando no mês de outubro o aumento da cotação no mercado europeu. O último mês encerrou em tendência decrescente (-0,6%) face ao mês anterior, representando o valor mais baixo dos últimos quatro meses”, lê-se no boletim mensal do mercado de combustíveis da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

Já o PVP médio da gasolina simples 95 “manteve-se praticamente constante face a setembro [nos 1,432 euros/litro], demonstrando uma estabilização do preço de mercado que se verifica desde julho”.

De acordo com o regulador, “a componente do PVP de maior expressão corresponde a impostos”, que em outubro representou 65,3% do total da fatura no caso da gasolina e 60,1% no do gasóleo.

Na gasolina, a cotação internacional e o respetivo frete passam a representar 17,7% da fatura, “refletindo a descida das cotações internacionais dos destilados ligeiros”, enquanto no gasóleo o valor da cotação internacional e frete representou 19,8% do valor final, peso que “tem vindo a diminuir desde julho”.

Quanto ao preço médio de venda do GPL (Gás de Petróleo Liquefeito) Auto, em outubro “diminuiu pela sétima vez neste ano, ainda que de uma forma pouco expressiva (-0,4%)”, situando-se nos 0,692 euros/litro.

Segundo a ERSE, no GPL “a cotação e o frete têm vindo a aumentar desde junho, atingindo em outubro os 27,1%”, sendo que “os impostos e a margem de comercialização representam cerca de três quartos do preço suportado pelo consumidor, tendo a margem sofrido uma ligeira redução face ao mês de setembro”.

De acordo com o regulador, “os hipermercados mantêm as ofertas mais competitivas nos combustíveis rodoviários seguidos pelos operadores do segmento ‘low cost’”.

Na gasolina simples, os preços praticados nos hipermercados situaram-se 2,5% abaixo dos operadores do segmento ‘low cost’ e foram 9% inferiores aos dos postos de abastecimento que operam sob a insígnia de uma companhia petrolífera, representando uma poupança de 13 cêntimos/litro.

Já no caso do gasóleo simples, os hipermercados apresentaram preços médios cerca de 11 cêntimos/litro abaixo do PVP médio nacional e os operadores com ofertas ‘low cost’ praticaram um preço médio de 1,169 euros/litro, o que representa um adicional de 2,9% face ao preço dos hipermercados. As companhias petrolíferas de bandeira reportaram preços de 1,264 euros/litro, cerca de 2,5 cêntimos acima do preço médio nacional.

Quanto ao GPL Auto, em outubro os postos de abastecimento com insígnia de uma companhia petrolífera venderam, em média, três cêntimos/litro acima do preço médio nacional e 12 cêntimos/litro acima do preço praticado pelos hipermercados.

Numa análise da variação geográfica de preços a nível nacional, a ERSE conclui que, “embora pouco diferenciados, os preços médios de gasolinas 95 e gasóleos simples revelam algumas diferenças regionais”.

“Em outubro, a diferença de valor entre o preço médio nacional e o preço médio nos distritos portugueses para a gasolina simples 95 e gasóleo simples é genericamente mais elevada no distrito de Bragança, verificando-se também o preço da gasolina 95 um pouco mais elevado em Beja”, nota.

Já Braga e Santarém “são os distritos com os combustíveis rodoviários (gasolina e gasóleo) mais baratos em Portugal continental, sendo que Aveiro, Coimbra, Leiria e Viseu também apresentam gasóleo genericamente mais barato face ao preço médio praticado a nível nacional”, precisa.

No caso do GPL engarrafado (butano e propano), “Viana do Castelo e Vila Real registaram, para Portugal continental, o menor custo”, enquanto “Setúbal, Beja e Faro, apresentam os preços mais elevados”.

“Em outubro, as maiores diferenças face aos preços médios nacionais são observadas nos distritos do sul de Portugal continental, designadamente em Faro, Beja e Setúbal, e em Lisboa, Coimbra e Évora. Contrariamente, os distritos mais a norte do país, como Viana do Castelo e Vila Real apresentam os preços do GPL engarrafado mais baratos”, refere a ERSE.

Segundo acrescenta, “os distritos do interior mais próximos de Espanha, como Portalegre, Castelo Branco, Bragança e Guarda, assim como Porto e Braga, também apresentam preços baixos”.

Continuar a ler

Braga

Mulher atropelada por autocarro junto à central de camionagem de Braga

Acidente

em

Foto cedida a O MINHO por Pedro Peixoto

Uma mulher sofreu ferimentos depois de ter sido atropelada por um autocarro quando atravessava a passadeira à entrada da central de camionagem de São Vicente, em Braga, ao início da tarde desta quinta-feira.

Ao que apurámos, a mulher, com cerca de 50 anos, ia a atravessar a passadeira quando foi colhida por um autocarro que entrava naquele espaço. A vítima foi projetada e acabou por sofrer vários ferimentos considerados graves.

Foto cedida a O MINHO por Pedro Peixoto

No local estiveram os Bombeiros Voluntários de Braga e a equipa médica da VMER.

A vítima foi transportada para o hospital local.

O alerta foi dado às 15:34.

A PSP registou a ocorrência.

Continuar a ler

Populares