Seguir o O MINHO

Região

Braga e Viana registam dezenas de ocorrências devido ao mau tempo

Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil

em

Foto: O MINHO

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil registou entre as 00:00 e as 08:00 de, esta segunda-feira, 315 ocorrências por causa do mau tempo, a maioria quedas de árvores e de estruturas, mas sem consequências graves.

Em declarações à agência Lusa, o comandante Carlos Pereira, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), adiantou que até às 08:00 desta segunda-feira, foram registadas 315 ocorrências, 203 das quais foram quedas de árvores e 24 inundações, por causa do vento e da chuva forte.

“Tivemos também algumas ocorrências relacionadas com pequenas inundações. Os distritos mais afetados pelo mau tempo foram os de Viseu com 54 quedas de árvores e Porto com 53, disse, salientando que até às 08:00 as ocorrências não causaram vítimas nem danos materiais avultados.

No Porto, segundo informação disponível na página da Internet da Câmara Municipal, a circulação rodoviária está cortada, desde cerca das 06:40, desde o Campo Lindo até à Praça Nove de Abril devido à queda de um andaime na Rua de Luz Soriano.

“Não há vítimas a registar, apenas danos materiais em algumas habitações”, refere a autarquia.

O alerta foi dado pelas 06:40 e “a queda da estrutura de grandes dimensões impede, nas próximas horas, a circulação automóvel ao longo destas artérias”, esclarece.

Fontes dos Comandos Distritais de Operações de Socorro (CDOS) dos distritos de Braga, Viana do Castelo, Viseu, Porto, Guarda, Aveiro, Coimbra e Castelo Branco contactados pela Lusa tinham adiantado ter registado até cerca das 07:00 desta segunda-feira, dezenas de ocorrências relacionadas sobretudo com quedas de árvores, mas também devido à queda de estruturas e pequenas inundações.

Aqueles distritos estiveram sob aviso laranja, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) por causa da previsão de chuva forte e persistente, acompanhada de trovoadas e rajadas fortes e vento forte do quadrante oeste, com rajadas até 85 quilómetros por hora, sendo de 120 quilómetros por hora (Km/hora) nas terras altas.

Estes distritos passaram, entretanto, a aviso amarelo apenas para a previsão de vento forte com rajadas até 85 km/h, diminuindo gradualmente para 70 km/h, e de 110 km/h nas terras altas.

Este aviso amarelo vai estar em vigor até às 18:00 desta segunda-feira.

No domingo, ANEPC tinha emitido um aviso à população dos distritos de Braga, Viana do Castelo, Castelo Branco, Aveiro, Coimbra, Guarda, Porto e Viseu devido ao agravamento das condições meteorológica.

Anúncio

Braga

Motociclista ferido após acidente em Braga

Em Crespos

em

Foto: O MINHO

Um homem, de 64 anos, sofreu ferimentos na sequência de uma colisão com um automóvel, a meio da tarde deste domingo, em Crespos, concelho de Braga.

A vítima seguia na EN 205 quando se deu a colisão, por circunstâncias ainda não apuradas.

No local estiveram os Bombeiros Sapadores e a equipa médica da VMER de Braga.

O acidentado foi transportado para o hospital local com ferimentos num braço, sendo considerado “ferido ligeiro”, disse fonte do CDOS.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Região

Pandemia pode ‘disparar’ número de turistas no Parque Nacional Peneda-Gerês

Turismo

em

Foto: Gonçalo Barros

A diretora regional do Norte do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) afirmou hoje esperar um “maior número de visitantes” nas áreas protegidas e no Parque Nacional da Peneda-Gerês durante a época de verão.

“Temos a consciência de que vamos ter um maior número de visitantes, porque se percebe que este ano não haverá tantas saídas para o estrangeiro, portanto, é natural que as nossas áreas protegidas sejam alvo de maior procura”, afirmou Sandra Sarmento.

Em declarações à agência Lusa, no seguimento de uma visita promovida pelo Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), por vários locais de interesse da região, a diretora regional do Norte do ICNF salientou que, face ao “aumento significativo” de visitantes, foi reforçado o acompanhamento da visitação.

“Hoje, temos três equipas neste trajeto que é o mais visitado e uma zona muito sensível do nosso parque que é a mata de Albergaria, sendo que no parque todo temos 19 vigilantes”, esclareceu.

Além do Parque Nacional da Peneda-Gerês, o Parque Natural do Montesinho, o Parque Natural do Litoral Norte, o Parque Natural do Alvão e o Parque Natural do Douro Internacional integram a Rede Nacional de Áreas Protegidas.

Segundo Sandra Sarmento, no último ano, foram contabilizadas perto de 100 mil visitantes no Parque Nacional da Peneda-Gerês, sendo que este número é apenas representativo daqueles que se dirigem aos “centros interpretativos do parque e portas de entrada das áreas protegidas”.

O controlo das entradas das áreas protegidas, que impede a paragem no troço da mata da Albergaria e tem um custo de 1,5 euros, começa esta segunda-feira e vai decorrer até ao dia 30 de setembro.

No âmbito desta iniciativa, os vigilantes da natureza, além de acautelarem os visitantes para a proteção dos ‘habitats’, vão distribuir “panfletos sobre os cuidados de higiene e segurança a ter na visitação do parque” relativamente à covid-19.

“Estamos obviamente empenhados para que as coisas corram bem e tudo faremos para que isso aconteça no que estiver dentro do nosso alcance e, naturalmente, das nossas responsabilidades”, garantiu.

Também o presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro, Manuel Tibo, salientou a necessidade de se continuar a “preservar” o Parque Nacional da Peneda-Gerês, um património que considerou ser “de todos”.

No âmbito desta visita à região, o presidente do TPNP, Luís Pedro Martins já tinha defendido que esta fase de desconfinamento é a “grande oportunidade” para os quatro “subdestinos” da região mostrarem aquilo que têm de melhor aos turistas nacionais.

Em Portugal, morreram 1.410 pessoas das 32.500 confirmadas como infetadas, e há 19.409 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Colisão com dois feridos graves corta estrada Barcelos-Viana

Acidente

em

Foto: DR

Uma colisão rodoviária provocou o corte total da EN 103, entre Alvarães e São Romão do Neiva, concelho de Viana do Castelo.

Há registo de dois homens com ferimentos graves, com idades compreendidas entre os 66 e os 70 anos.

No local estiveram os Bombeiros Sapadores de Viana, a Cruz Vermelha de Neiva, a VMER de Barcelos e a GNR.

O alerta foi dado cerca das 17:30.

Continuar a ler

Populares