Redes Sociais

Braga. Cúmulo jurídico de 19 anos e meio por assaltar bancos

Foto: O MINHO

Barcelos

Braga. Cúmulo jurídico de 19 anos e meio por assaltar bancos

Um ex-emigrante foi condenado, em Braga, num cúmulo jurídico de 19 anos e meio de prisão, por uma série de assaltos à mão armada a agências bancárias, na região do Norte.

Jorge Manuel da Mota Oliveira, de 52 anos, natural de Galegos, Barcelos, residente em Vilar do Pinheiro, no concelho de Vila do Conde, segundo ficou provado pelo Tribunal de Braga, terá assaltado diversas dependências, até ser detido pela Diretoria do Norte da Polícia Judiciária.

Jorge Oliveira, filho de um agente da PSP, tinha emigrado para a Alemanha, a França e a Córsega, tendo-se provado durante o julgamento, no Palácio da Justiça de Braga, que terá cometido assaltos à mão armada contra bancos, na região do Norte, parte dos quais com dois outros suspeitos, Amimi Jalal e Patrick Graziani, tendo sido absolvido outro arguido, o córsego Jean Marc, por falta de provas.

Jornal digital da região do Minho.

Mais Barcelos