Seguir o O MINHO

Braga

Bombeiros Sapadores de Braga abrem 27 vagas em três categorias de chefes

Sindicato diz que concurso é insuficiente e não acautela o futuro

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO / Arquivo

O Comando dos Bombeiros Sapadores de Braga abriu concurso para a promoção de 27 profissionais, oito para a categoria de subchefe principal, 13 para a de subchefe de 1.ª classe e seis para a de subchefe de 2.ª. Uma iniciativa criticada pelo Sindicato Nacional dos Bombeiros Sapadores (SNBS) para quem “é preciso promover mais soldados da paz para acautelar o futuro”.

O vereador da Proteção Civil, Altino Bessa sublinhou, em declarações a o MINHO que desde 2008 que não havia promoções nos sapadores: “quando tomei posse, há ano e meio, esta era uma exigência dos sindicatos com mais de 10 anos, que agora fica satisfeita”, sublinhou.

Outra exigência – acrescenta – era a de um regulamento interno, o que já foi aprovado, e a compra de um VUCI – Viatura Urbana de Combate a incêndio, um investimento de 250 mil euros, em fase de contratação.

O concurso para as promoções é considerado “insuficiente” pelo Sindicato: “como ninguém é promovido há muitos anos, todos os 90 bombeiros deviam beneficiar da progressão da carreira. Mas, se assim não for, ao menos que pensem no futuro, pois se há 13 subchefes de 2.ª que passam a ser de 1,ª, não faz sentido que apenas seis cheguem a subchefes de 2.ª classe”, afirma o sindicalista Ricardo Cunha.

Salientando que os sapadores bracarenses quase não tinham até agora profissionais em cargos intermédios, o Sindicato salienta que, no próximo concurso haverá apenas seis subchefes de 2.ª a poderem concorrer à 1.ª classe: “isto põe em causa o equilíbrio da estrutura e não acautela o seu futuro em termos hierárquicos”, afirma.

Populares