Bispo de Viana benzeu o “colossal” Centro Comunitário de Arcozelo

O Centro Comunitário de Arcozelo, da Santa Casa da Misericórdia de Ponte de Lima, foi benzido pelo bispo da diocese de Viana do Castelo que classificou esta obra social como “colossal” e frisou o “importante significado” de presidir a esta cerimónia no dia em que teve início o Ano Jubilar da Misericórdia.

“Este equipamento tem aspectos muitos interessantes porque consegue unir gerações e um leque de serviços que mostram a grandiosidade e a importância desta obra”, notou D. Anacleto Oliveira.

O prelado acrescentou que estas obras são cada vez mais necessárias na sociedade actual.

“Sem menosprezar ninguém, ainda bem que estão entregues a uma instituição em que se tem uma certa garantia de que as pessoas, integrando-se nesta casa, não são desprezadas pelos que ficam de fora. Refiro-me concretamente aos familiares dos idosos que, infelizmente, os atiram muitas vezes para este género de casas para se verem livres deles”, realçou D. Anacleto Oliveira.

centro comunitario de arcozeloNo dia em que a Igreja também comemorou a padroeira da Misericórdia limiana, a Imaculada Conceição, o provedor em exercício, Alípio Matos, salientou o “sentimento extraordinário” por ver a obra concretizada.

“Quando arrancámos com o projecto, tivemos algumas críticas e maledicências, mas quando estamos convictos andamos para a frente sempre a pensar em servir os mais necessitados. E quando assim é conseguimos mover montanhas”, salientou.

O custo total da obra ronda os 5,5 milhões de euros, sendo que várias instituições ajudaram a custear o investimento e a Santa Casa recorreu ainda a um empréstimo à banca.

“É um projecto que foi e será honoroso, mas com os serviços que vai fazer às populações vai tornar-se muito barato”, considerou Alípio Matos, agradecendo a ajuda de diversas entidades e personalidades, nomeadamente o director distrital da Segurança Social e o ex-deputado Eduardo Teixeira. “Ajudou-nos a abrir as portas do poder central”, declarou.

O Centro Comunitário de Arcozelo já está em funcionamento e dispõe de cinco valências, nomeadamente o apoio domiciliário, para 30 utentes, o lar de idosos, para 40 utentes, a creche, para 30 crianças, o centro de dia, para 30 utentes, e a Unidade de Cuidados Continuados, com 30 camas, sendo que 28 estão já protocoladas. Este último serviço deverá entrar em funcionamento no dia 30 de Dezembro.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Crislan regressa no Sporting de Braga para a viagem a Groningen

Próximo Artigo

Famalicão vê fotos de crianças do IPO que "vestiram a pele” de manequim

Artigos Relacionados
x