Seguir o O MINHO

Cávado

Benjamim Pereira anuncia recandidatura à Câmara de Esposende

Eleições autárquicas

em

Foto: Facebook de Benjamim Pereira

O atual presidente da Câmara de Esposende, Benjamim Pereira, confirmou, esta terça-feira, a sua recandidatura a um terceiro mandato pelo PSD. “Avaliei e refleti profundamente sobre esta situação e estou em condições de comunicar que me disponibilizo para continuar a abraçar este desafio por mais quatro anos, assim o queira a população deste concelho”, escreve o autarca na sua página de Facebook.

Benjamim Pereira lembrou o apelo da maioria dos presidente de Junta do concelho para que se recandidatasse, bem como o anúncio do PSD de que a sua recondução estava aprovada, para realçar que “esta é uma decisão que obedece à verificação de um conjunto de condições e motivações”.

“Em primeiro lugar, de natureza pessoal, face ao desgaste inerente a uma entrega total à causa pública, e em segundo, numa perspetiva de auscultação da comunidade e das suas forças vivas, dos representantes das instituições com especial enfoque nos presidentes de junta, averiguando da sua satisfação com o desempenho do cargo até à data”, acrescentou.

Posto isto, fez a avaliação e decidiu avançar: “Encontro em mim a motivação e a força necessárias e pretendo, juntamente com a equipa que me possa acompanhar, continuar a afirmar esta terra como um exemplo de boa gestão e de desenvolvimento, sempre focado na melhoria contínua da qualidade de vida das nossas gentes.

Na próxima semana Benjamim Pereira na Comissão Política do PSD e no dia 29 no Plenário para apresentar a estratégia que sustentará um novo mandato.

“Quem me conhece, sabe que não me distraio com os meus adversários, que não crítico nem comento, que me foco no meu trabalho, nos objetivos e nos resultados e que, por norma, desvalorizo provocações e críticas destrutivas. Assim como nunca diferenciei ninguém pela sua cor política, também conto com todos os que gostem deste concelho e das suas freguesias, para me acompanharem neste novo desafio”, conclui Benjamim Pereira.

Populares