Seguir o O MINHO

Guimarães

Maria Germano, de Guimarães, disputa final mundial no karting aos 10 anos

Reportagem

em

Foto: Rui Dias / O MINHO

Maria Germano passou metade da sua curta vida – nasceu em agosto de 2010 – a acelerar. Começou por acaso, numa brincadeira, mas demonstrou tanto talento que 15 dias depois de se ter sentado pela primeira vez num kart já estava a disputar uma prova oficial. Em Portugal já venceu tudo o que há para ganhar. Em 2019, lançou-se para voos mais altos, no competitivo Campeonato Espanhol e a disputar o Campeonato da Europa.

Dez anos de velocidade

Tudo começou no kartódromo de Fafe, de forma inesperada. O pai tinha uma reunião e deixou a pequena no kartódromo a dar uma voltas, com um instrutor a segurar o kart por um cabo, por questões de segurança. Maria cansou o instrutor que teve de ser substituído pelo pai. Com pouca prática na tarefa, Germano Neto deixou escapar o cabo e lá foi a Maria, sozinha pela pista. Quem estava a ver assustou-se, era a primeira vez que a menina, com cinco anos naquela altura, pegava num volante. Mas a Maria continuou a rolar como se fizesse aquilo à uma eternidade.

Passadas duas semanas, estava a correr uma prova de iniciação e, logo no ano de estreia, ainda com cinco anos, venceu a Taça de Portugal. No ano seguinte, a transição para a categoria cadete confirmou o talento da jovem piloto vimaranense. Maria Germano foi a melhor roockie (piloto estreante) do Campeonato Nacional de 2018. Nesse ano venceu o Troféu Brigestone.

Maria tem agora 10 anos. No dia em que O MINHO se encontrou com ela, uma manhã fria e chuvosa de sábado, estava a treinar, no autódromo de Braga, para a International IAME Games, que este ano se realiza em Portimão, entre 26 e 29 de novembro. A prova normalmente acontece em Le Mans, mas este ano, devido à pandemia, vai acontecer no circuito português. 

Foto: Rui Dias / O MINHO

O objetivo é verificar que o motor, cedido pela equipa FA Racing, está em perfeitas condições. Durante a semana, Maria vai estar três dias a testar em Portimão. “Era uma chatice se fizéssemos uma deslocação de 700 quilómetros e depois, por o motor ter algum problema, não podermos treinar”, explica o pai, que acompanha a filha, sempre que pode.

Na maioria das vezes, como agora para testar em Portimão, Maria viaja sem nenhum dos pais. “Levo-a ao avião, voa com uma assistente de bordo, do outro lado está um elemento da equipa que a recebe. Durante todo o fim de semana da prova, está essencialmente entregue a ela própria”, explica o pai orgulhoso. Maria é, não há dúvida, uma menina muito autónoma para a quem tem só dez anos. “É boa aluna. O desporto deu-lhe disciplina. Por vezes, regressamos de uma prova de Espanha, chegamos a casa na noite de domingo, a altas horas da noite e, na manhã seguinte, quando me levanto, a luz do quarto da Maria já está acesa. Está a estudar porque tem um teste”.

Foto: DR

Como todos os pilotos de grande talento, Maria Germano é ainda melhor à chuva que com piso seco. O dia em que a fomos ver em pista era excelente para verificar o que já nos tinha sido dito sobre isso. Andava por ali outro kart a fazer uma voltas, Maria lançou-se atrás dele com bastante atraso, mas, volta a volta, a diferença ia diminuindo. “Aquele kart, com motor Rotax, tem uma vantagem de 3 segundo por volta relativamente ao da Maria”, comentou o mecânico, quando já era óbvio ela o ia apanhar.  Na reta, o kart mais potente fugia, nas curvas, as mãos habilidosas da Maria desenhavam a aproximação. Foi numa das curvas que acabou por fazer a ultrapassagem. Simulou que ia por fora, travou muito mais tarde, meteu o kart pela parte dentro da curva. Quem vê uma manobra como esta percebe porque é que todos os grandes pilotos de velocidade começam no karting.

Final mundial

 Antes de estar a treinar para uma final mundial, Maria Germano ganhou tudo o que havia para ganhar em Portugal.  Em 2019, foi campeã nacional, vencendo duas provas e fazendo quatro pódios, em cinco provas. Nunca uma menina tinha sido campeã nacional na categoria cadete. Aos 9 anos, Maria Germano Neto foi o piloto mais jovem de sempre a conquistar todos os títulos IAME em Portugal: Campeonato, Taça, Open e Troféu Bridgestone.

Foto: Rui Dias / O MINHO

Portugal era pequeno para tanto talento. Passou a integrar, ainda em 2019, a equipa do bicampeão do mundo de Formula 1, Fernando Alonso, FA Racing, para disputar o Campeonato de Espanha(CEK), na categoria alevín. O campeonato espanhol de karting é dos mais competitivos do mundo, mesmo assim, Maria não se impressionou e, na terceira prova, já estava no pódio. O espanhóis passaram a habituar-se a ver a portuguesa naquela posição, porque logo na jornada seguinte Maria Germano venceu uma prova, em Málaga. Este triunfo fez dela a mais jovem piloto feminina a vencer uma prova do CEK. No ano de estreia, em Espanha, foi 4ª classificada e recebeu o prémio de melhor roockie, além do título de melhor concorrente feminina.

Europeu

O ano passado foi também o ano de estreia da piloto minhota no Campeonato da Europa IAME, disputado nas pistas de Mariembourg (Bélgica), Castelletto (Itália), Wackersdorf (Alemanha) e Salbris (França). Numa categoria extremamente competitiva, a X30 Mini (com pilotos até aos 12 anos de idade), Maria fez um excelente primeiro ano, terminando em 18º lugar entre 57 concorrentes.

Foto: Rui Dias / O MINHO

O mecânico não poupa elogios, quando a pequena piloto termina a primeira sessão e fez alguns comentários ao desempenho do kart. “Os rapazes nestas idades não sabem dizer nada, só querem andar, para eles está sempre tudo bem. Elas são um pouco mais maduras, mais cedo, isso ajuda-as e ter este tipo de sensibilidade à afinação do kart”.

No segundo momento em pista, com o piso ainda mais encharcado, em alguns locais havia lençóis de água, Maria voltou a impressionar. Na pista andavam outros dois karts, o primeiro era muito lento e foi apanhado rapidamente. O segundo deu tudo por tudo, mas mais uma vez Maria foi encurtando a diferença. Kart a deslizar, completamente no limite, ou um pouco para lá do limite. Como na sessão anterior, o outro kart afastava-se na reta, mas perdia na parte sinuosa do kartódromo.  Na última passagem pela reta o piloto do outro karting ainda olhou para trás, só para confirmar aquilo que todos adivinhávamos, ia ser ultrapassado uns metros mais à frente, quando voltassem a chegar às curvas.

Guimarães

Família pode acompanhar por SMS percurso de doentes no Hospital de Guimarães

Serviço de Urgência

Foto: DR / Arquivo

O Hospital de Guimarães criou um projeto que avisa por SMS a família do percurso do doente após a entrada no Serviço de Urgência.

O projeto “trouxe uma significativa melhoria do seu circuito de informação ao utente, mais eficaz e que contribui em muito para a humanização que é uma das prioridades desta instituição”, considera a unidade hospitalar.

Em comunicado, o hospital explica que o projeto informático permite o envio de mensagens para o telefone de referência de contacto do doente.

Assim, após a admissão no Serviço de Urgência, são enviadas pelo menos cinco mensagens com indicações acerca dos procedimentos em curso.

O primeiro momento informa automaticamente da presença do utente no Serviço e que se encontra em observação Clínica.

De seguida, todas as vezes que o doente realize exames (análises, Rx, Tac, outros) é enviado um novo SMS para o número do familiar de referencia, para que este seja atualizado dos procedimentos realizados.

Se for o caso, quatro horas após a realização dos exames é enviado um novo SMS a informar que o doente continua em reavaliação clínica.

Por último, caso o doente tenha alta, ou seja, transferido para o internamento ou outro hospital, será enviada esta informação.

Em todos os casos, sendo necessária informação adicional, um profissional de saúde poderá entrar em contacto direto com a família.

“Este sistema é importantíssimo para que os familiares tenham a noção de como decorre o processo do seu familiar e evita que se desloquem sem necessidade ao Hospital, evitando aglomerados desnecessários”, realça o hospital em comunicado.

Na Unidade de internamento Covid OBS, além da informação diária do médico, está disponível um tablet que permite realizar videochamadas com os doentes, que apresentem condições para tal depois de um agendamento entre os familiares e o enfermeiro responsável da Unidade.

Continuar a ler

Guimarães

PSD critica atraso na classificação da Zona de Couros em Guimarães

Património Mundial da Humanidade

Foto: Rui Dias / O MINHO

Os deputados do PSD eleitos pelo círculo de Braga criticaram hoje o atraso na classificação da Zona de Couros, no Centro Histórico de Guimarães, como Monumento Nacional, imprescindível para conseguir o “título” de Património Mundial da Humanidade.

Em comunicado, os deputados acrescentam que já questionaram a ministra da Cultura acerca das razões do atraso na avaliação e decisão de classificação.

“Não é admissível que um objetivo publicamente assumido em 2013, há mais de sete anos, não tenha ainda logrado sequer obter a imprescindível classificação nacional”, referem.

Os deputados sublinham que o atraso “inviabiliza a pretensão da autarquia” de submeter candidatura à Unesco para alargamento da área atualmente classificada como Património Mundial da Humanidade àquela zona do centro histórico de Guimarães.

Os social-democratas relembram que, em 2013, a Câmara de Guimarães aprovou e apresentou publicamente a intenção de submeter candidatura à Unesco para alargamento da zona atualmente classificada como Património Mundial da Humanidade (Centro Histórico) à Zona de Couros.

Esta área, correspondente à baixa da cidade, é composta por tanques e indústria de curtimenta centenários.

Para concretizar aquele propósito, a Câmara informou que iria solicitar previamente a classificação da referida zona como Monumento Nacional”.

Em recente reunião do executivo, o presidente da Câmara e um vereador disseram que o município “já fez o que lhe competia”, tendo enviado toda a documentação para a Direção-Regional de Cultura do Norte (DRCN), com vista à classificação como Monumento Nacional.

Acrescentaram que já em 2018 tinha sido solicitado um pedido de esclarecimento à DRCN, que terá respondido que “a situação estava em análise”.

Assim, o PSD quer saber, junto do Ministério da Cultura, o que se passa com o processo e qual é o motivo do atraso na sua avaliação e decisão.

Continuar a ler

Guimarães

Guimarães veda jardins e parques infantis

Estado de emergência

Foto: Divulgação / CM Guimarães

A Polícia Municipal de Guimarães vedou jardins e parques infantis, seguindo as instruções do governo no âmbito do reforço das medidas de confinamento.

Com as novas medidas, é proibida a permanência em jardins e espaços públicos de lazer, sendo que o Município de Guimarães mantém encerrados os parques infantis e desportivos.

Foto: Divulgação / CM Guimarães

Foto: Divulgação / CM Guimarães

Foto: Divulgação / CM Guimarães

Foto: Divulgação / CM Guimarães

Foto: Divulgação / CM Guimarães

Foto: Divulgação / CM Guimarães

Foto: Divulgação / CM Guimarães

Foto: Divulgação / CM Guimarães

Foto: Divulgação / CM Guimarães

Foto: Divulgação / CM Guimarães

Recorde-se que António Costa pediu aos autarcas que, tal como fizeram em março e em abril do ano passado, “limitem o acesso a locais de grande concentração de pessoas, como o acesso a frentes marítimas”.

Pediu ainda que seja sinalizada a proibição de utilização de bancos de jardins, parques infantis ou equipamentos desportivos, “mesmo de desportos individuais como ténis ou padel”.

É também proibida a permanência em espaços públicos como jardins, “que podem ser frequentados, mas não como locais de permanência”.

O Conselho de Ministros, que teve como objetivo aprofundar normas que “têm sido objeto de abuso” e “alargar o quadro de restrições” aprovado na passada sexta-feira, decidiu ainda proibir a circulação entre concelhos ao fim de semana.

Continuar a ler

Populares