Seguir o O MINHO

Alto Minho

Antiga estação de comboios de Monção transformada em sede da banda de música

em

A antiga estação de caminho-de-ferro de Monção, desativada desde finais da década de 80, do século passado, vai ser reabilitada e transformada em sede da banda de música, num investimento superior a 350 mil euros, anunciou, esta terça-feira, a Câmara.

Em comunicado, a autarquia explicou que a empreitada, adjudicada na última reunião camarária, “deverá estar concluída em finais de 2016.

A intervenção prevê a “requalificação integral dos dois pisos do imóvel, mantendo a volumetria existente e a traça original com intervenções na fachada, cobertura, caixilharias, alpendre, iluminação e passeios”.

Aquela obra, explicou a autarquia na nota, “representa o ponto de partida de um projeto estruturante para a beneficiação daquele espaço secular situado à entrada do centro histórico”, daquela vila.

Nesta fase, “o investimento será suportado na totalidade pela autarquia mas, “no futuro”, a intenção do executivo passa por “candidatar a empreitada ao novo quadro comunitário de apoio”, aguardando “a abertura de linhas de financiamento”.

No rés-do-chão da antiga estação da CP, serão instaladas “as áreas de utilização pública e administrativa, bar, instalações sanitárias, arrecadação e sala de ensaio geral”.

Já no piso superior, o projeto de requalificação prevê a instalação de “salas de ensaio individualizado, e a sala de ensamble”.

Para o presidente da Câmara Municipal, Augusto de Oliveira Domingues, citado naquela nota, esta intervenção vem “garantir cumprimento a uma aspiração de longa data da banda de música e passará a dispor de melhores condições de aprendizagem e aperfeiçoamento musical aos elementos da filarmónica”.

“A nossa banda está num local que não assegura os melhores índices de aprendizagem. Precisa de uma estrutura à altura do seu prestígio. Não podemos esperar mais tempo. Vamos investir com o dinheiro da autarquia e, quando houver possibilidade de candidatura, avançamos nesse sentido” adiantou o autarca socialista.

Atualmente a banda de Monção, cuja existência remonta a finais do século XVIII, ocupa os andares superiores do antigo quartel dos bombeiros voluntários, espaço disponibilizado pela autarquia e situado a poucos metros da futura sede.

Populares