Seguir o O MINHO

Braga

Alunos da UMinho absolvidos de morte de três colegas em Braga

Quatro estudantes que estavam acusados de homicídio negligente.

em

Foto: DR/Arquivo

O Tribunal de Braga absolveu hoje quatro estudantes que estavam acusados de homicídio negligente, por, durante uma ação de praxe, terem subido a um muro que ruiu e matou três colegas, em 2014, naquela cidade.

Para o tribunal, e ao contrário do que dizia a acusação, não ficou provado que o muro – uma peça de mobiliário urbano que até 2012 servira para albergar caixas de correio de um prédio – apresentasse fissuras e inclinação “notórias e facialmente percetíveis”.

Por isso, acrescenta o tribunal, os arguidos não tinham como prever que a subida para o muro pudesse desencadear a sua queda.

O tribunal considera, assim, que não houve violação do dever de cuidado por parte dos arguidos e absolveu-os.

Os arguidos já tinham sido absolvidos, em 2014, mas o Ministério Público recorreu e o Tribunal da Relação de Guimarães ordenou a repetição do julgamento, pedindo, nomeadamente, a realização de uma nova perícia aos destroços do muro, para aferir das verdadeiras causas da queda.

A perícia foi pedida ao Laboratório Nacional de Engenharia Civil, que disse ser impossível realizá-la, tendo assim a repetição do julgamento incidido novamente apenas na audição das testemunhas.

Os factos remontam a 23 de abril de 2014, quando, para celebrar uma vitória numa “guerra de cursos”, no âmbito de uma ação de praxe, quatro alunos da Universidade do Minho foram para cima de um muro.

O muro acabou por ruiu, matando três estudantes que estavam na base, também a celebrar.

O Ministério Público acusou os quatro estudantes de homicídio negligente.

O administrador do condomínio que era servido pelas caixas de correio instaladas na estrutura que ruiu e dois elementos da Câmara de Braga também chegaram a ser arguidos no processo, mas pediram a abertura de instrução, tendo a juíza decidido não os levar a julgamento.

Na altura, a juíza de instrução admitiu que, de alguma forma, os três beneficiaram do desaparecimento, na Câmara de Braga, do processo relativo àquele local.

Ficou, assim, por saber qual foi o teor completo da troca de correspondência entre a câmara e o administrador do condomínio sobre a alegada falta de segurança do muro e que diligências foram feitas de parte a parte.

No julgamento, o administrador do condomínio disse que em 2010 tinha alertado a Câmara de Braga para o risco de queda daquela estrutura, que apresentava “fissuras” e “alguma inclinação”, havendo também “lombas” no passeio contíguo, provocadas pelas raízes de árvores.

Por isso, e face “ao risco de queda” do muro, terá apelado à tomada de medidas para segurança dos transeuntes.

“Nunca tive resposta da câmara”, acrescentou.

Disse ainda que o condomínio nunca promoveu qualquer intervenção, porque “entendeu sempre que o muro não pertencia ao prédio” e que “era do domínio público”.

Os advogados dos arguidos defenderam que quem devia estar no banco dos réus eram o administrador do condomínio e os responsáveis camarários.

Hoje, na leitura da sentença, o juiz disse que não lhe compete “tecer qualquer tipo de considerações sobre outros eventuais culpados pela tragédia.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Braga

Picoto Park abriu portas em Braga

Receita do primeiro dia vai ser revertida para sete instituições de solidariedade

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Inaugurou está sábado o Picoto Park, em Braga. A receita do primeiro dia vai ser revertida para sete instituições de solidariedade da cidade.

Localizado na encosta Norte do Monte do Picoto, numa área total de 14.000 m2 e integrado numa vasta e requalificada mancha florestal autóctone, o Picoto Park dispõe de actividades para idades a partir dos 3 anos e para vários tipos de públicos (privado, escolar e empresarial).

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães/O MINHO

Uma das principais atracções do Picoto Park é um circuito de arborismo panorâmico. Trata-se de um circuito suspenso, com 14 plataformas construídas em árvores, a alturas que variam entre os 8 e os 16 metros. O circuito termina com um slide de 150 metros, igualmente panorâmico.

O parque tem também uma zona de salto em queda livre, a 18 metros de altura e com vista para a cidade. Dispõe ainda de um espaço de diversões infantis, com aparelhos totalmente construídos em madeira e sem recurso a energia eléctrica.

Continuar a ler

Braga

Festival de Caminhadas, hoje e amanhã, no Gerês

Trilhos andam à volta de Santa Isabel do Monte

em

Foto: geres.pt

Aí está a 7ª edição do Festival de Caminhadas no Gerês. A associação Gerês Viver Turismo organiza este evento pelo sétimo ano consecutivo, em parceria com cinco empresas de animação turística que operam essencialmente no destino turístico Gerês, contando novamente com o apoio da Câmara Municipal de Terras de Bouro.

Em cada um dos dias, hoje e amanhã, vão realizar-se 3 caminhadas guiadas por profissionais experientes.

Os trilhos a percorrer serão diferentes em cada um dos dias, cada um deles com características diferentes na zona envolvente à aldeia de Santa Isabel do Monte.

“Todos os trilhos são circulares e apresentam extensões e graus de dificuldade diferentes, do fácil ao difícil, possibilitando a participação de todos, tanto dos mais experientes como dos que menos experiência possam ter neste tipo de atividades”, refere a organização em comunicado.

No final das caminhadas, em ambos os dias, será promovido o convívio entre todos os participantes com a oferta do típico Caldo no Pote.

Continuar a ler

Braga

Bilhetes para o concerto de Bryan Adams em Braga à venda desde a meia-noite

Espetáculo marcado para o Altice FORUM, no dia 07 de dezembro

em

Foto: Divulgação

Os bilhetes para o concerto de Bryan Adams, marcado para o próximo dia 07 de dezembro, no Altice FORUM, em Braga, já se encontram à venda, desde as 0:00 horas deste sábado.

Com um preço que varia entre 35 e 100 euros, os ingressos podem ser comprados online no site da BlueTicket em blueticket.pt/Event/4319/BRYAN-ADAMS.

“Com uma carreira de mais de 4 décadas recheada de grandes sucessos de rock’n’roll, marcados pelo positivismo e boa disposição, o músico canadiano anuncia a tournée mundial ‘Shine A Light’ que passará por Portugal em dezembro – dia 6 na Altice Arena e 7 no Altice Forum Braga”, pode ler-se na apresentação dos dois espetáculos anunciados pelo cantor canadiano no início da semana.

“O novo álbum ‘Shine A Light’ já está nas lojas desde dia 1 de março e o single de estreia com o mesmo nome é da co-autoria de Ed Sheeran. “Conheci o Ed em Dublin no passado num dos seus espetáculos e mantivemos contacto. Um dia enviei-lhe um refrão que tinha para uma canção à qual chamei ‘Shine A Light’ e perguntei se ele queria colaborar. Recebi de volta alguns versos … vocês deviam ouvi-lo a cantar aquilo!”, é dito.

A entrega dos bilhetes comprados online é feita pela DHL, numa parceria comentada pelo cantar, e na qual é prometido plantar uma árvore por cada encomenda.

“Esta parceria com a DHL tem uma importante mensagem ambiental. Espero que esta mensagem seja replicada em outras parcerias como esta porque nós humanos precisamos de fazer o máximo possível para cuidar do planeta”, diz Bryan Adams a propósito desta parceria.

Um dos mais aclamados cantores e compositores da atualidade, Bryan Adams é conhecido por sucessos como “(Everything I Do) I Do It For You”, “Summer Of ’69” e a sua colaboração com Rod Stewart e Sting – “All for Love”. Já teve temas em nº1 em mais de 40 países e vendeu mais de 65 milhões de álbuns por todo o mundo. A par destes números impressionantes, as suas memoráveis apresentações ao vivo valem-lhe o estatuto de uma das maiores estrelas rock do nosso tempo.

Na noite anterior ao concerto em Braga, Bryan Adams estará em Lisboa, num espetáculo na Altice Arena.

Continuar a ler
Anúncio

ÚLTIMAS

Reportagens da Semana

EM FOCO

Populares