Seguir o O MINHO

Alto Minho

Agricultor detido em flagrante a tentar atear incêndio em Valença

Esta madrugada

em

Foto: Ilustrativa / DR

A GNR de Valença deteve na madrugada de hoje, em flagrante delito, um homem de 43 anos, pela prática do crime de incêndio florestal, tendo sido constituído arguido, informou fonte daquela força policial.

Contactada pela agência Lusa, a fonte do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo referiu que detenção ocorreu às 05:45, pelo Núcleo de Investigação Criminal que tinha o homem, um agricultor, “sob vigilância”.

Aquela fonte adiantou que o “o homem, sem antecedentes criminais, será presente hoje ao tribunal judicial de Valença para que lhe seja aplicação a respetiva medida de coação”.

Fonte dos Bombeiros Voluntários de Valença adiantou à Lusa que a corporação foi acionada pela GNR, para um incêndio no lugar de Tuído, freguesia de Gandra.

“A temperatura baixa, a elevada humidade que se faziam sentir àquela hora da manhã e a pronta intervenção dos bombeiros permitiu rapidez na extinção das chamas, impedindo que o incêndio tomasse outras proporções”.

O fogo foi “ateado em terrenos situados junto à estrada municipal que dá acesso à zona industrial de Gandra”.

EM FOCO

Populares