Seguir o O MINHO

Braga

Adversários criticam exibição de vídeo com Ricardo Rio no Centro de Vacinação de Braga

Polémica

em

Foto: Redes sociais

A transmissão de vídeos institucionais alusivos ao património e turismo do Município de Braga levou a críticas de dois candidatos à Câmara, por considerarem tratar-se de propaganda política para todos os habitantes do concelho que estão a ser vacinados contra a covid-19. Ricardo Rio diz que as críticas são “excitações pré-eleitorais” e que os vídeos “nada têm de político ou partidário”.

Hugo Pires, candidato do PS, veio hoje a público criticar o testemunho do presidente da Câmara na publicidade institucional que passa no ecrã gigante do Altice Forum. “Já visitei vários centros de vacinação pelo país e só em Braga é que isto acontece”, assegura o deputado socialista.

Pires considera esta exibição “lamentável” acusando o presidente da Câmara de utilizar “meios do município para a sua autopromoção a dois meses de eleições autárquicas”.

A publicação ‘ampliou’ as vozes mais críticas de Ricardo Rio, que transcreveram as acusações em diferentes fóruns das redes sociais.

Também o candidato do PAN, Rafael Pinto, apontou o dedo ao edil, afirmando que este está a “aproveitar dinheiros de todos e autopromover-se no centro de vacinação com um ecrã gigante”.

“Já nada me surpreende num executivo com toques ditatoriais e de culto de personalidade que não ouve os cidadãos, não ouve as associações e se aproveita de todas as oportunidades para promover a sua imagem”, acusa o ambientalista.

Rafael Pinto critica ainda os “cartazes de sensibilização” contra a covid-19, espalhados durante a pandemia na cidade, “com a sua cara”, e acusa o autarca de “dobrar orçamento de publicidade do município em ano de eleições, de ter comprado artigos em jornais internacionais e prémios” e “de ter deixado todas as obras para este ano causando grandes entraves à sua concretização”.

“É também por isto que o PAN se candidata a estas eleições, para acabar com esta maioria absoluta e trazer uma verdadeira democracia participativa e transparente para um concelho que nunca a teve”, pode ler-se numa nota do PAN.

“Excitações pré-eleitorais”

Em resposta, e após contacto de O MINHO, Ricardo Rio publicou um esclarecimento na sua página oficial de Facebook, onde diz que alguns agentes políticos locais estão indignados, “talvez como efeito colateral da vacina”.

“Como podem comprovar os milhares de cidadãos que aí se deslocam diariamente, tais vídeos nada têm de político ou partidário, correspondendo a registos anteriores alusivos a diferentes atividades promovidas pelo Município ou pela InvestBraga”, refuta o candidato da coligação Juntos Por Braga.

Ricardo Rio salienta que estes registos “são exibidos no local de vacinação como em outros pontos do Forum, como em cada um dos pontos de exibição da Televisão Institucional do Município de Braga, localizados nos Edifícios Municipais, no Turismo e em diversas Juntas de Freguesia, numa parceria com a também Bracarense Tbee”.

O edil aproveitou o celeuma dos adversários para relembrar a exibição de vídeos de Mesquita Machado durante a Noite Branca de 2012, um ano antes dos socialistas perderam a autarquia para a coligação de centro-direita.

“Como alguns fizeram, podia lembrar os vídeos que alguns candidatos agora indignados exibiram no meio dos concertos da Noite Branca de 2012 com o então líder do PS Braga. Mas isso era assumir que éramos iguais. E não somos. Porque as circunstâncias são mesmo drasticamente distintas”, escreveu Ricardo Rio.

“Resta-me deixar o conselho de que aproveitem a visita para desfrutar da informação e que possam conhecer melhor a realidade do concelho”, concluiu.

A Câmara de Braga é liderada por Ricardo Rio, com sete eleitos pela coligação PSD/CDS-PP/PPM, três do PS e um da CDU.

Rio candidata-se pela terceira vez, desta vez com a coligação reforçada com o Aliança.

Estão também na corrida Hugo Pires (PS), Bárbara Barros (CDU), Alexandra Vieira (Bloco de Esquerda), Eugénia Santos (Chega), Olga Baptista (Iniciativa Liberal), Rafael Pinto (PAN) e Teresa Mota (LIVRE).

As eleições autárquicas estão marcadas para o próximo dia 26 de setembro.

Populares