Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Viana vai “desmontar” chafariz com 460 anos para o recuperar

Na Praça da República

em

Foto: Tripadvisor

O chafariz situado na Praça da República, em Viana do Castelo, monumento nacional que, em dezembro, completa 460 anos, vai ser “totalmente desmontado” para ser recuperado, num investimento que o presidente da câmara hoje estimou em 150 mil euros.

No final da reunião camarária de hoje, e questionado pelos jornalistas na sequência da intervenção de um munícipe no período aberto ao público, José Maria Costa explicou que os “especialistas” consultados pelo município dizem ser “necessário que o chafariz seja totalmente desmontado, tratado e para ser, novamente, recolocado”.

“Essa intervenção obedece a um projeto técnico específico, não só de consolidação da estrutura, mas de tratamento das patologias do granito e implica o acompanhamento por parte da Direção Regional de Cultura do Norte, sendo que o projeto terá de ser validado pela Direção-Geral do Património Cultural”, explicou.

O autarca admitiu que, por ser “um projeto complexo, há poucas empresas certificadas pelas entidades reconhecidas pelo Ministério da Cultura”, para o executar.

Costa adiantou que a pedra do monumento, localizado em pleno centro histórico da cidade, “apresenta algumas patologias, a parte superior partiu há cerca de 100 anos, num grande temporal que afetou a cidade e que toda a tubagem interior vai ter de ser substituída”.

“Estamos a concluir o caderno de especificação técnica de forma a que, no próximo ano, o chafariz esteja totalmente reabilitado e a funcionar como é vontade dos vianenses e da Câmara que já tem uma verba reservada no orçamento de 2020 para suportar a intervenção”, especificou.

O autarca recordou a “peripécia” em torno da construção do chafariz: “O chafariz demorou bastante tempo a ser construído. Na altura, a Câmara teve necessidade de vender algum património para o poder concluir”, observou.

Segundo informação que consta no sítio na Internet da Câmara de Viana do Castelo, o chafariz situado na Praça da República, ex-libris da cidade, “foi construído, ou pelo menos concluído em 1559, sendo obra do mestre canteiro João Lopes “o velho”, o mesmo que alguns anos antes executara o chafariz de Caminha e, muito provavelmente, alguns exemplares semelhantes que se podem encontrar em cidades galegas como Pontevedra”.

“Foi durante vários séculos o ponto de abastecimento de água potável da população vianense e, pela sua monumentalidade e localização, uma das referências urbanas do burgo”, explica a publicação da autarquia.

Anúncio

Viana do Castelo

Campeão do mundo agredido após evitar colisão entre canoas em Viana

Em Darque

em

Foto: DR / Arquivo

Sérgio Maciel, campeão mundial de maratonas C1 sub-23, em canoagem, foi agredido neste sábado junto a um hangar em Darque, Viana do Castelo, depois de um treino.

A situação foi denunciada pela equipa do atleta vianense, o Viana Garças Clube (VGC), que já apresentou queixa junto das autoridades policiais para que se iniciem diligências para identificar o agressor.

Em comunicado, o emblema refere que as agressões partiram do pai de um atleta do Darque Kayak Clube (DKC), que terá abordado Sérgio Maciel com uma “forma agressiva”.

Segundo a nota, durante o treino deste sábado, esteve em iminência uma colisão entre canoístas do DKC, ocorrência que terá sido imputada a Sérgio Maciel e ao pai, após se terem cruzado com esses atletas de formação no rio Lima.

“Os nossos atletas tentaram explicar a situação, em que o aparecimento súbito da margem direita do canal, de jovens e um treinador do DKC, potenciou uma colisão entre todos, mas que foi evitada pela destreza de Sérgio Maciel e pai”, argumenta o clube.

Mas o pai do atleta do DKC não colheu os argumentos e terá partido para uma agressão física contra os dois elementos do VGC, provocando-lhes ferimentos.

As vítimas acabaram por ser avaliadas com ferimentos ligeiros, no Hospital de Viana do Castelo.

(notícia atualizada às 23h44)

Continuar a ler

Viana do Castelo

PSP procura responsável por agressões no centro histórico de Viana

Agressões

em

Foto: DR / Arquivo

Um homem foi agredido, ao final da tarde deste sábado, no centro histórico de Viana do Castelo, sofrendo ferimentos que o levaram ao hospital, disse a O MINHO fonte da PSP.

A vítima terá sido agredida à porta de um estabelecimento comercial junto à Rotunda dos Pescadores, cerca das 19:30.

O alegado agressor, depois de consumado o ato, acabou por se colocar em fuga, não esperando pela chegada das autoridades, depois de alerta de populares para a polícia.

Foram acionados os Bombeiros Voluntários de Viana do Castelo para transportar a vítima para a unidade hospitalar local, com vários ferimentos, considerados ligeiros.

Segundo disse fonte da PSP a O MINHO, aquela polícia iniciou um procedimento criminal para efetuar diligências de modo a identificar o agressor, uma vez que se trata de um crime de natureza pública.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Acidente violento condiciona trânsito na A28 em Viana e faz três feridos

Acidente

em

Bombeiros Viana do Castelo. Foto: Vítor Vasconcelos / O MINHO (Arquivo)

Um despiste automóvel seguido de capotamento condicionou o trânsito na A28, sentido Sul-Norte, junto à saída para Vila Praia de Âncora, disse a O MINHO fonte dos bombeiros. O alerta foi dado cerca 11:25 para um despiste que resultou em três feridos, um dos quais em estado grave.

Pelo que foi possível apurar, a vítima que ficou em estado grave era a condutora, uma mulher com cerca de 40 anos. Os dois feridos ligeiros são as crianças que seguiam na mesma viatura, com idades entre os 6 e os 8 anos.

No local estiveram os Bombeiros Voluntários de Viana, com dez operacionais e quatro viaturas, os Bombeiros Sapadores, com seis elementos e duas viaturas, a VMER de Viana, a concessionária Norte Litoral, com dois elementos, e uma patrulha da GNR.

As vítimas foram transportadas para o Hospital de Viana do Castelo.

(notícia atualizada às 12h48)

Continuar a ler

Populares