Seguir o O MINHO

Região

Vacinação em Monção: Manuel, de 95 anos, está “aliviado”. Zezinha quer vencer o vírus

Covid-19

em

Foto: CM Monção

Monção iniciou esta manhã a vacinação da população de forma generalizada no pavilhão desportivo local, foi hoje anunciado. Segundo a autarquia, vão ser vacinadas 330 pessoas.

Manuel Loureiro, 95 anos, feitos no passado sábado, natural de Moreira, foi o primeiro a entrar, cerca das 09:30, horário de abertura do centro. Com mobilidade reduzida, vinha acompanhado da sua filha.

Medida a febre e com as mãos higienizadas, confirmou, na receção, a data e hora marcada pelo Centro de Saúde de Monção, passando, posteriormente, pela sala de triagem e pela Box 1, onde recebeu a primeira vacina contra a covid-19.

Foto: CM Monção

Descansou meia hora na sala de recobro e, à saída, denotava um semblante de satisfação: “É uma coisa boa. Estou bem e aliviado” disse, mostrando-se “surpreendido” e “agradado” por ter sido “a primeira pessoa a ser vacinada”.

Estava dado o ponto de partida para um processo que, ao longo do dia, permitiu a vacinação de 330 idosos. O presidente da Câmara, Antonio Barbosa, visitou o centro no período da tarde. De manhã, esteve o vereador da Ação Social, João Oliveira.

“O primeiro dia de vacinação decorreu com total normalidade, evidenciando-se a competência dos profissionais de saúde, da equipa de bombeiros presente e dos funcionários da autarquia, bem como o sentido de responsabilidade e a postura cívica dos utentes”, refere a autarquia, em nota enviada à imprensa.

Foto: CM Monção

Maria José Guimarães, 86 anos, a enfermeira mais antiga de Monção, foi uma das pessoas inoculadas neste dia. Conhecida por muitos monçanenses e profissionais de saúde, que reconhecem na “Menina Zézinha” uma referência da enfermagem no concelho, fez questão de registar este “momento importante para vencermos o vírus”.

O processo de vacinação continua amanhã, sexta-feira, a partir das 09:30, com a vacinação de pessoas com idades entre 50 e 65 anos, portadoras de doenças relacionadas com insuficiência cardíaca, doença coronária, insuficiência renal crónica e doença pulmonar crónica.

Foto: CM Monção 

A marcação dos utentes é efetuada, telefonicamente, pelo Centro de Saúde de Monção, o qual comunica ao utente o dia e a hora em que deve dirigir-se ao Centro de Vacinação. O acesso apenas é permitido aos utentes com marcação definida, podendo, em caso de mobilidade reduzida, ser acompanhados por um familiar.

Presidente da Câmara satisfeito

“A vacinação reforça a esperança e a confiança no futuro. Este dia é importante para ultrapassarmos um obstáculo muito difícil que causa mágoa às famílias, condiciona os nossos comportamentos e fragiliza a economia local”, disse o presidente da Câmara.

Foto: CM Monção

“Há muitos fatores externos à nossa vontade, contudo, tudo faremos para que o processo de vacinação na nossa terra decorra com eficiência e celeridade. O primeiro dia foi exemplar”, assegura.

Foto: CM Monção

“O centro está preparado para oferecer conforto e segurança aos utentes. Quero reconhecer e agradecer, publicamente, o extraordinário trabalho feito pelos profissionais de saúde, bombeiros e funcionários da autarquia”, finaliza o autarca

Populares