Parlamento aprova voto de pesar por andebolista de Guimarães que morreu aos 26 anos

Foto: Xico Andebol

O parlamento aprovou hoje, por unanimidade, um voto de pesar, apresentado pelo Chega, pela morte do jogador e capitão do clube Xico Andebol, Paulo Abreu, na semana passada, aos 26 anos.

No voto, os deputados prestam homenagem e expressam pesar por esta “figura emblemática do andebol nacional, tanto pela sua atuação exemplar em campo como pela sua integridade fora dele”.

“Paulo Abreu não foi somente um jogador de andebol; foi, apesar da sua juventude, uma verdadeira lenda do desporto, cuja carreira foi marcada por inúmeros títulos conquistados ao serviço da Universidade do Minho e do Xico Andebol. Mais do que as suas vitórias e troféus, Paulo Abreu distinguiu-se pelo seu caráter exemplar, pela sua dedicação inabalável ao desporto e pelo seu sentido de ‘fair-play’, sendo ele próprio um modelo de integridade que transcendeu o domínio das competições desportivas”, salientam.

No voto, é também destacada “a sua paixão pelo andebol”, referindo que era “palpável e visível em cada jogo que disputava e em cada interação que tinha com os seus colegas, enchendo de orgulho os corações daqueles que o cercavam”.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

"Vou responder a todas as questões que o novo presidente quiser falar comigo"

Próximo Artigo

"Mesmo nos matraquilhos, se estiver a jogar com o meu filho, há sempre dificuldades"

Artigos Relacionados
x