Taxista que esfaqueou colega em Cabeceiras de Basto fica em prisão preventiva

Vai aguardar julgamento em prisão preventiva o taxista, de 64 anos, suspeito de ter esfaqueado um colega motivo por questões passionais relacionadas com uma mulher, também taxista, deliberou hoje o juiz de instrução criminal no Palácio da Justiça de Guimarães.

Tal como O MINHO noticiou em primeira mão, o esfaqueamento foi cometido em plena praça de táxis central, na vila de Cabeceiras de Basto, vitimando um taxista de 73 anos.

Vestígios de sangue no local do crime. Foto: Ivo Borges / O MINHO

Em comunicado, a PJ confima, tal como o nosso jornal tinha avançado, que a situação começou “por um desentendimento que culminou em agressões físicas entre a vítima, taxista, e uma colega de profissão. O arguido, também taxista, veio em defesa desta, e utilizando, ao que se presume, uma faca, desferiu golpes na zona abdominal e num braço da vítima, provocando-lhe lesões de natureza corto-perfurante”.

A PJ refere que, “devido à gravidade dos ferimentos causados, a vítima foi transportada em seguida para o Hospital de Guimarães, onde foi submetido a intervenção cirúrgica”, enquanto “o autor pôs-se em fuga do local”, mas ainda ontem foi “localizado e detido”.

Fonte da GNR tinha adiantado, ontem, que a vítima sofreu “lesões superficiais” na zona do abdómen e que na origem do desentendimento estariam “questões passionais”.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Novo livro de Lucky Luke chega a Portugal em outubro e aborda "princípios vegetarianos"

Próximo Artigo

Dois feridos em acidente de mota na marginal de Esposende

Artigos Relacionados
x