Seguir o O MINHO

Desporto

Seleção de andebol vence França e faz história em Guimarães

Segunda vitória em 31 duelos (um empate). Humberto Gomes, do ABC de Braga, esteve em destaque, ao fazer 11 defesas

em

Foto: Facebook de FP de Andebol

A seleção portuguesa de andebol bateu hoje a toda poderosa França, por 33-27, em jogo de apuramento para o Campeonato da Europa, disputado no Multiusos de Guimarães.

Esta foi a segunda vez na história que Portugal venceu contra a seleção francesa, em 31 confrontos (empatou outro). A única vitória tinha acontecido em 1980 (há 39 anos).

França, recorde-se, já foi campeã do mundo (6 vezes), da Europa (três) e olímpica (duas).

No apuramento, Portugal somou a terceira vitória em três jogos, é líder do grupo 6 e fica em excelente posição para garantir presença no Euro 2020, que vai decorrer na Áustria, Noruega e Suécia, já que se apuram os dois primeiros e os quatro melhores terceiros classificados dos oito grupos.

As duas equipas voltam a defrontar-se no domingo, desta feita em casa dos gauleses, em partida da quarta jornada.

Jogo brilhante

Coeso na defesa, com Alexis Borges decisivo a conter o poderio físico adversário na zona central e o guarda-redes Humberto Gomes a fazer 11 defesas, Portugal foi também eficaz no ataque e esteve sempre na frente do marcador, tendo chegado aos oito golos de vantagem aos 53.10 minutos (30-22), gerindo depois a diferença.

“Foi um jogo especial, histórico e estou feliz por ter ajudado a equipa”

A equipa das ‘quinas’ marcou três golos sem resposta nos primeiros três minutos, optando por sucessivas trocas na zona central – Rui Silva e Tiago Rocha ajudavam a equipa a criar espaço no ataque e eram, depois, substituídos por Alexis Borges e Daymaro Salina, na hora de defender.

Mesmo sem Nikola Karabatic, a formação gaulesa começou, aos poucos, a impor o seu poderio físico para ‘tapar’ os caminhos da baliza defendida por Vincent Gerard e acabou por empatar o desafio durante o oitavo minuto, num remate do pivô Ludovic Fabregas.

Portugal, no entanto, encerrou um período de mais de sete minutos sem marcar aos 10.30 minutos, com um golo de Rui Silva (4-3) e, apesar de ter permitido ao adversário chegar algumas vezes ao empate, a partir daí, nunca o deixou passar para a dianteira.

Depois de Romain Lagarde ter igualado o jogo a 12 golos aos 22.51 minutos, a equipa de Paulo Pereira descolou de vez no marcador, conseguindo um parcial de 5-1 até ao intervalo, com os principais goleadores da equipa em destaque – António Areia marcou seis golos nos 60 minutos e Gilberto Duarte cinco.

Apesar de Luís Frade e de Alexis Borges terem sido excluídos por dois minutos no final da primeira parte, os portugueses mantiveram o ‘fosso’ para o adversário nos primeiros cinco minutos da segunda parte e até o dilataram, posteriormente.

Apesar das várias alterações operadas na França pelo selecionador Didier Dinart, Portugal aguentou a reação francesa e alcançou pela primeira vez uma vantagem de oito golos 45.30 minutos, quando Tiago Rocha apontou o 26-18.

No tempo que restou, a seleção francesa – campeã da europa em 2014 e campeã do mundo em 2015 e em 2017 – tentou inverter o resultado, sobretudo pela ação do lateral Nedim Remili (melhor marcador, com sete golos), mas a equipa das ‘quinas’ nunca permitiu que a desvantagem fosse menor do que seis golos.

Ficha de Jogo

Jogo no Pavilhão Multiusos de Guimarães.

Portugal – França, 33-27.

Ao intervalo: 17-13.

Sob arbitragem de Matija Gubica e de Boris Milosevic, da Croácia, as equipas alinharam e marcaram:

– Portugal (33): Humberto Gomes (gr), Pedro Portela (4) Gilberto Duarte (5), Rui Silva (3), Jorge Silva, Diogo Branquinho (3), Tiago Rocha (2), Alexis Borges (2), Daymaro Salina (2), Fábio Magalhães, Belone Moreira (2), António Areia (6), Luís Frade (1) e Miguel Martins (3).

Selecionador: Paulo Pereira.

– França: Vincent Gerard (gr, 2), Luc Abalo (1), Nedim Remili (7), Luka Karabatic, Romain Lagarde (3), Mathieu Grebille (1), Ludovic Fabregas (3), Melvyn Richardson (4), Valentin Porte (2), Cédric Sorhaindo, Wesley Pardin (gr), Dika Mem (2), Kentin Mahe, Timothey N’Guessan e Michael Guigou (2).

Treinador: Didier Dinart.

Marcha no marcador: 3-1 (05 minutos), 3-3 (10), 7-6 (15), 10-10 (20), 13-12 (25), 17-13 (intervalo), 20-15 (35), 22-17 (40), 25-18 (45), 27-21 (50), 30-23 (55) e 33-27 (resultado final).

Assistência: cerca de 2.800 espetadores.

Notícia atualizada Às 0h37.

Anúncio

Futebol

Liga Europa: Braga e Vitória conhecem possíveis adversários

Sorteio

em

Foto: DR/Arquivo

O SC Braga vai defrontar Lechia Gdansk ou Brondby na terceira pré-eliminatória da Liga Europa de futebol, enquanto o Vitória SC jogará, case se qualifique, com Ventspils ou Gzira United, ditou o sorteio realizado hoje.

Os dois clubes portugueses eram cabeças de série no sorteio que se realizou na sede da UEFA, em Nyon (Suíça), mas, enquanto o Braga já tem a presença assegurada naquela fase da prova, o Guimarães precisa de ultrapassar a segunda ronda preliminar, na qual vai defrontar os luxemburgueses do Jeunesse Esch.

Para atingirem a fase de grupos da Liga Europa, na qual o Sporting tem entrada direta, bracarenses e vimaranenses têm de ultrapassar não apenas a terceira pré-eliminatória, mas também os ‘play-offs’ que se seguirão.

Os jogos da primeira mão da terceira pré-eliminatória da segunda competição europeia de clubes estão marcados para 08 de agosto, enquanto os segundos encontros vão realizar-se em 15 do mesmo mês.

Continuar a ler

Desporto

João Sousa regressa ao top 50 no ‘ranking’ mundial de ténis

Djokovic é o líder

em

Foto: DR/Arquivo

O português João Sousa, que chegou aos quartos de final do torneio de Bastad, subiu sete lugares e é 49.º classificado no ‘ranking’ mundial de ténis, numa lista em que o sérvio Novak Djokovic é líder destacado.

O tenista vimaranense, que tem como melhor posição na hierarquia mundial um 28.º lugar, em maio de 2016, conseguiu agora em duas semanas progredir 20 lugares, depois de ter competido em Wimbledon e em Bastad.

O ‘top 10’ da classificação mantém-se praticamente inalterado, com Djokovic na frente, seguido por Rafael Nadal e Roger Federer, enquanto Daniil Medvedev e Fábio Fognini trocaram de posições, nono e 10.º, respetivamente.

Esta semana João Sousa compete no torneio suíço de Gstaad, defrontando na terça-feira o belga Steve Darcis (198.º do mundo).

Pedro Sousa desceu quatro lugares para o 113.º, João Domingues subiu duas posições para a 170.ª, Gonçalo Oliveira ocupa o 252.º posto, enquanto Frederico Silva o 298.º, ainda à frente de Gastão Elias, protagonista de uma ascensão de 21 lugares, para o 322.º.

Em femininos, a australiana Ashleigh Barty continua líder, à frente da japonesa Naomi Osaka e da checa Karolina Pliskova.

Continuar a ler

Liga Europa

Sueco Bojan Pandzic arbitra visita do Vitória ao Luxemburgo

Jogo frente ao Jeunesse Esch

em

Foto: DR / Arquivo

O sueco Bojan Pandzic vai arbitrar o jogo do Vitória SC no terreno dos luxemburgueses do Jeunesse Esch, na quinta-feira, da primeira mão da segunda pré-eliminatória da Liga Europa de futebol.

Pandzic, de 37 anos, vai arbitrar pela segunda vez um clube português, depois de ter estado no empate 0-0 do Marítimo no recinto do Botev, na terceira pré-eliminatória da Liga Europa de 2017/18.

Nesta ronda da segunda competição europeia de clubes, a UEFA nomeou dois árbitros portugueses: Tiago Martins, para o embate entre AEK Larnaca e Levski Sofia, no Chipre, e João Pinheiro, para o encontro entre Yeni Malatyaspor e Olimpija Ljubljana, na Turquia.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares