SC Braga demarca-se de falhas de segurança no jogo com Wolverhampton

Após queixa dos ingleses na UEFA

O Sporting Clube (SC) de Braga demarcou-se hoje de quaisquer responsabilidades relativamente a eventuais falhas de segurança relacionadas com o acompanhamento dos adeptos do Wolverhampton no jogo da Liga Europa de futebol.

A posição tomada pelo clube minhoto surge na sequência da queixa formal apresentada hoje à UEFA por parte do clube inglês, por causa de questões de segurança relacionadas com os seus adeptos que acompanharam a equipa a Braga, na semana passada.

“Em momento algum são imputadas responsabilidades ao Braga pelos factos relatados ao Wolves pelos seus adeptos. É importante realçar a ausência de ocorrências no interior do Estádio Municipal e que ao longo da partida tenha prevalecido um ambiente salutar”, pode ler-se no site oficial dos bracarenses na internet.

Na mesma nota, o Braga, tal como a equipa inglesa, frisa “levar extremamente a sério a segurança dos adeptos”, depois de os ingleses terem recebido um “número sem precedente de reclamações de adeptos que ficaram dececionados, angustiados e, em alguns casos, feridos durante a entrada no Estádio Municipal de Braga”.

O clube português adianta que “ainda não foi notificado pela UEFA” e assegura que vai “acompanhar com todo o interesse os relatos de todas as partes envolvidas e procurar confirmar os excessos eventualmente cometidos por alguns adeptos, bem como os procedimentos adotados pelas forças policiais e de segurança”.

A terminar, os arsenalistas falam em “vasta e sucedida experiência junto da UEFA na organização de jogos a contar para as competições europeias”, lembrando que os adeptos visitantes “têm sido bem acolhidos pelo clube e cidade”.

SC Braga e Wolverhampton defrontaram-se na passada quinta-feira, em Braga, na quinta jornada do grupo K da Liga Europa, tendo o jogo terminado com um empate 3-3.

No recinto bracarense marcaram presença cerca de 6.000 adeptos da equipa inglesa, orientada por Nuno Espírito Santo e na qual alinham vários portugueses, como os internacionais Rui Patrício, Rúben Neves, João Moutinho ou Diogo Jota.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Presépio particular com mais de duas mil figuras é atração natalícia em Vila Verde

Próximo Artigo

Rampa da Falperra, em Braga, recebe Hill Climb Masters 2020

Artigos Relacionados
x