Seguir o O MINHO

Ave

Regulamento para redução de tarifas nos transportes da CIM Ave em consulta pública

Comunidade Intermunicipal do Ave

em

Foto: Arquivo

O projeto do regulamento para a implementação de reduções nas tarifas dos transportes públicos da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Ave encontra-se a partir desta sexta-feira em consulta pública, por 30 dias, segundo publicação em Diário da República.


O “Regulamento das Regras Gerais para a Implementação do Programa de Apoio à Redução Tarifária nos Transportes Públicos (PART) da CIM do Ave”, foi aprovado pelo Conselho Intermunicipal daquela associação, a 27 de fevereiro, e prevê reduções nas tarifas dos transportes coletivos entre os seus municípios que podem chegar aos 50%, com o objetivo de “apoiar a população, promovendo a universalidade e acessibilidade” dos transportes públicos.

O regulamento prevê reduções nos preços dos bilhetes e passes nos municípios de Cabeceiras de Basto, Fafe, Póvoa de Lanhoso, Vizela e Mondim de Basto, sendo que Guimarães, Vieira do Minho e  Famalicão não delegaram na CIM a gestão dos seus transportes públicos, pelo que não são abrangidos.

No dia 13, a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Ave anunciou que vai implementar descontos de 30% no passe social e no cartão “pré-pago” dos serviços públicos de transporte de passageiros a partir de 01 de abril.

Em comunicado, a CIM referiu que os descontos serão implementados ao abrigo do PART.

“Com esta medida, pretende-se apoiar a população, promovendo a universalidade e acessibilidade dos serviços públicos de transporte de passageiros e fomentando a coesão económica e social”, lê-se no projeto do regulamento.

Os descontos nos passes sub-23, estudante, sénior e bilhetes simples em Mondim de Basto serão de 50% do valor atual, sendo que o passe social e nos cartões pré-pagos serão de 30% (podendo atingir os 50% em Cabeceiras de Basto, Mondim de Basto e Vizela) e de 100% no passe circuito urbano no município de Fafe.

A CIM do Ave lembra que “os Operadores encontram-se vinculados à obrigação de serviço público de natureza tarifária, durante o período de vigência do presente Regulamento e, no máximo, pelo prazo aplicável à autorização, concessão e/ou contratualização ao abrigo da qual atuem”.

No entanto, o documento prevê a possibilidade de “compensações” a atribuir aos operadores afetados.

A CIM do Ave é uma associação de municípios de direito público com fins múltiplos, criada em 14 de abril de 2009, que tem por finalidade promover a gestão de projetos intermunicipais e compreende um total de oito municípios, 236 freguesias.

É constituída pelos municípios de Cabeceiras de Basto, Fafe, Guimarães, Mondim de Basto Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho, Vila Nova de Famalicão e Vizela.

Anúncio

Ave

Empresa de Famalicão lança caixa de cartão para sono mais seguro do bebé

Baby Box

em

Foto: Divulgação / Baby Box

Uma startup de Famalicão começou hoje a comercializar uma caixa de cartão que visa promover práticas de sono mais seguras para os bebés, diminuindo o risco da Síndrome de Morte Súbita do Lactente, anunciou o município.


Em comunicado, o município refere que a caixa, pela sua dimensão (68 centímetros de comprimento por 42 de largura) e conceito minimalista, reduz a tendência dos pais colocarem objetos junto ao bebé, como peluches, brinquedos e almofadas, uma prática que pode potenciar mortes por asfixia.

O conceito, baptizado de “Baby Box”, foi trazido para Portugal por Verónica Macedo e João Cortinhas, que, depois de seis anos em Inglaterra, decidiram voltar para o seu país natal quando souberam que iam ser pais.

Foto: Divulgação / Baby Box

“A Baby Box é uma caixa de cartão certificado e muito confortável, especialmente desenhada para poder ser usada como um mini berço, com a vantagem de poder ser transportada para qualquer lugar da casa, o que permite que as práticas seguras sejam cumpridas onde quer que os pais estejam”, explica Verónica Macedo, enfermeira de 32 anos.

Para além da caixa propriamente dita, que aguenta um peso até 10 quilogramas, a Baby Box inclui ainda um colchão ajustado, uma cobertura impermeável e um lençol 100% de algodão.

O casal escolheu, simbolicamente, o Dia Mundial da Criança para o arranque da comercialização, via online.

A startup Baby Box está instalada na Incubadora Famalicão Made IN e tem acompanhamento do Gabinete de Apoio ao Empreendedor do município.

Vender em lojas com porta para a rua também está no horizonte, mas para já o casal dá prioridade ao site.

Continuar a ler

Ave

Aluimento de estrada danifica viatura em Guimarães

Devido à chuva intensa

em

Foto: Reflexo Digital

Devido às fortes chuvas, o pavimento de uma estrada em Guimarães cedeu, no domingo, e provocou danos numa viatura que passava no local.


Segundo o jornal Reflexo Digital, que avança a notícia, o aluimento deu-se na Rua Padre Silva Gonçalves, junto ao recinto da feira semanal das Caldas das Taipas.

De acordo com aquela publicação, o piso naquele local já tinha aluído anteriormente.

“Foi um estrondo enorme, inimaginável. Vinha no carro com a família e, sem perceber como, senti o carro a bater no chão, felizmente consegui passar para o outro lado”, referiu, ao Reflexo Digital, o proprietário da viatura que sofreu danos.

A Junta de Freguesia de Caldelas informou que, por causa do aluimento do piso, o trânsito foi proibido a todo o tipo de veículos entre o cruzamento com a Rua Nova dos Bombeiros e a rotunda, com exceção de moradores (para acesso à Rua do Assento) e aparcamento de feirantes nos lugares definidos (à segunda-feira).

Continuar a ler

Guimarães

Obras no parque para apoio a igreja em Guimarães

Obras públicas

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

A Câmara de Guimarães revelou hoje que a freguesia de Atães passará a contar uma área reformulada na zona envolvente à igreja de S. Cosme e S. Damião com o objetivo de facilitar o acesso da população que ali desloque.


“[Este projeto] tem em atenção as necessidades de todo o território e da população em geral. Fizemos e estamos a fazer diversas obras nas freguesias, em articulação com as juntas, no sentido de fortalecer a coesão territorial e garantir um desenvolvimento global do nosso concelho”, refere o presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, citado numa nota da autarquia.

O autarca visitou as obras em Atães com o presidente da União de Freguesias de Atães e Rendufe, Patrício Araújo.

Em causa está a criação de uma zona de estacionamento para cerca de uma centena de viaturas, somando-se o alargamento da via, uma zona de lazer e obras de beneficiação no adro da igreja.

Continuar a ler

Populares