Seguir o O MINHO

Futebol

Presidente do Rio Ave suspenso por críticas à arbitragem na Taça da Liga

Após jogo com o Gil Vicente

em

Foto: rioavefc.pt / DR

O presidente do Rio Ave foi suspenso, esta terça-feira, por 30 dias e multado em 1.836 euros, devido a críticas à arbitragem do jogo com o Gil Vicente, para a Taça da Liga de futebol.


A sanção foi divulgada pelo Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), tendo por base “declarações na comunicação social, sobre a arbitragem” por parte de António Silva Campos.

O CD da FPF tinha instaurado um processo disciplinar ao líder dos vila-condenses, depois de Silva Campos ter criticado a atuação da equipa de arbitragem liderada por André Narciso, no encontro com o Gil Vicente, em 21 de dezembro, a contar para a terceira e última jornada do grupo C da Taça da Liga.

Na sequência do triunfo gilista, por 1-0, o dirigente afirmou que “roubaram ao Rio Ave a possibilidade de estar na final four” da prova e mostrou-se “indignado” com o golo anulado à equipa de Vila do Conde, aos 84 minutos.

O treinador do Rio Ave, Carlos Carvalhal, também se mostrou insatisfeito com a equipa de arbitragem e, em declarações na flash-interview da Sport TV, anunciou que iria “pedir uma reunião com o presidente e apresentar a demissão” do cargo.

A derrota do Rio Ave, aliada à vitória do Sporting frente ao Portimonense, apurou os “leões” para a “final four” da Taça da Liga, que seria conquistada pelo SC Braga.

Anúncio

Futebol

Domingos Duarte diz que estreia pela seleção foi uma “sensação espetacular”

Seleção Nacional A

em

Foto: DR

O futebolista Domingos Duarte confessou hoje que a primeira internacionalização pela seleção principal de Portugal, no encontro com Andorra (7-0), de preparação para a Liga das Nações, foi uma “sensação espetacular que espera voltar a viver outra vez”.

O defesa-central dos espanhóis do Granada foi aposta, pela primeira vez, do selecionador Fernando Santos, assim como os avançados Pedro Neto (Wolverhampton) e Paulinho (Sporting de Braga), no particular realizado no Estádio da Luz, em 11 de novembro.

“É uma sensação espetacular. Sempre sonhei cantar o hino e é a melhor coisa que pode ter um jogador que sonha desde criança jogar pelo seu país. É uma sensação espetacular que espero viver outra vez”, declarou Domingos Duarte, de 25 anos, aos meios de comunicação do clube andaluz.

Jogar com o compatriota Cristiano Ronaldo na equipa das ‘quinas’ mereceu palavras elogiosas por parte do jogador, de 25 anos: “É a figura maior do meu país, é muito bom capitão, está sempre ali para ajudar e dar uma palavra amiga.”

Por fim, Domingos Duarte analisou o seu progresso enquanto jogador, acreditando que o “crescimento fez de si um jogador mais maduro” e permitiu que “melhorasse nas várias fases do jogo”, também graças “à ajuda do treinador e do clube”.

Continuar a ler

Futebol

Gil Vicente segue para os ’16avos’ da Taça de Portugal na estreia de Ricardo Soares

2-4 após grandes penalidades

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

O Gil Vicente venceu hoje o ARC Oleiros, equipa do Campeonato de Portugal, apenas no desempate por grandes penalidades, em jogo da terceira eliminatória da Taça de Portugal em futebol.

O Oleiros, terceiro classificado na Série E do Campeonato de Portugal, ‘bateu o pé’ ao Gil Vicente e complicou a passagem do 17.º classificado da I Liga à próxima eliminatória da Taça de Portugal.

A equipa da casa entrou bem na partida e discutiu o jogo de igual para igual com o Gil Vicente, sendo que, aos 15 minutos, um corte de cabeça de Nogueira fez a bola embater com estrondo na barra da baliza do Gil Vicente e quase deu a vantagem no marcador ao Oleiros.

O jogo disputou-se sempre com muita luta no meio-campo e os jogadores do Oleiros mostraram-se sempre muito organizados e sem vacilar perante as investidas do Gil Vicente.

Ao minuto 35, o Gil Vicente desperdiçou a oportunidade de se colocar na frente do marcador. Os gilistas beneficiaram de uma grande penalidade, que Claude Gonçalves não conseguiu concretizar.

A partir daí, os jogadores do Oleiros tomaram conta do jogo e, até ao final da primeira parte, criaram as jogadas mais perigosas da partida.

Na segunda parte, o Gil Vicente mostrou querer resolver o jogo rapidamente e, logo no primeiro minuto, criou muito perigo junto da baliza do Oleiros.

Contudo, a equipa da casa conseguiu resistir à ofensiva dos gilistas e aos poucos voltou a equilibrar a partida, ao ponto de voltar a ter a melhor oportunidade de golo, com uma bola na trave num remate de Marcos.

No prolongamento, o Gil Vicente entrou com tudo e cedo criou perigo junto da baliza do Oleiros, contudo, as investidas dos gilistas não resultaram em golos e o jogo terminou empatado a zero, levando as duas equipas a decidir a eliminatória no desempate por grandes penalidades.

Ficha de Jogo

Jogo disputado no Campo Municipal de Oleiros.

ARC Oleiros – Gil Vicente, 0-0 (0-0 após prologamento, 2-4 no desempate por grandes penalidades).

Marcadores no desempate por grandes penalidades:

0-1, Rodrigo.

0-1, Iago Reis (defesa guarda-redes).

0-2, Kanya Fujimoto.

1-2, Ruben Silva.

1-3, Samuel Lino.

2-3, Marco.

2-4, Ruben Fernandes.

2-4, Vasco Gadelho (defesa guarda-redes).

Equipas:

– ARC Oleiros: Palha, Marco, Duvan Guerra, Pedro Graça (Alef, 91), Brian Miguel, Ricardo Almeida (Nuno Pereira, 75), Rayan Hiba (Rúben Silva, 72), Iago dos Reis, Marcelo Dias (Rafa González, 111), De Jesus e Vasco Gadelho.

(Suplentes: Caio, Facundo Otero, Alef, Nuno Pereira, Rúben Silva, Rodrigo Caetano, e Rafa Gonzaléz).

Treinador: Fábio Pereira.

– Gil Vicente FC: Denis, Joel Pereira, Rodrigo, Lourency (Boubacar, 82), Claude Gonçalves (João Afonso, 82), Miullen (Renan Oliveira, 66), Antoine Léautey (Kanya Fujitmoto, 105), Lucas Mineiro (Vítor Carvalho, 105), Rúben Fernandes, Nogueira e Mantuan (Samuel Lino, 46).

(Suplentes: Brian Araújo, João Afonso, Boubacar, Renan Oliveira, Kanya Fujimoto, Vítor Carvalho e Samuel Lino)

Treinador: Ricardo Soares

Árbitro: Hugo Silva (AF Santarém).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Ricardo Almeida (34), Miullen (48), De Jesus (67 e 117), Vasco Gadelho (69), Brian Miguel (87), Lucas Mineiro (87) e Rúben Fernandes (106). Cartão vermelho, por acumulação de amarelos, para De Jesus (117), e direto para Pedro Graça (no banco).

Assistência: Jogo disputado sem assistência devido à pandemia covid-19

(notícia atualizada às 19h03 com mais informação)

Continuar a ler

Futebol

Carvalhal de “coração partido” com lesão de Moura. “Estava no radar do Barcelona”

Taça de Portugal

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

O treinador Carlos Carvalhal disse hoje que, apesar de o Trofense jogar dois escalões abaixo, o SC Braga terá que fazer um “jogo muito sério” no sábado, para seguir em frente na Taça de Portugal de futebol. O técnico também lamentou a lesão do jovem bracarense Francisco Moura, que deverá parar durante seis meses.

“Os jogos da Taça nunca são fáceis. O Trofense é uma equipa boa, uma equipa que tem ganho no seu campeonato [lidera a Série C do Campeonato de Portugal]. Ainda hoje o [jogador] André Leão disse que está lá desde janeiro e que ainda não perdeu nenhum jogo. Temos um respeito muito grande pelo Trofense, preparámos bem o jogo, vamos na máxima força e não vamos facilitar absolutamente nada. Temos o intuito de passar à fase seguinte e queremos fazer um jogo muito sério”, afirmou, em declarações à televisão do clube.

Sobre os objetivos dos bracarenses na competição, o técnico frisou apenas que o Sporting de Braga “entra em todos os jogos para vencer” e “jogo a jogo” tentará “superar os obstáculos”.

“Tenho de ser coerente. Tenho dito desde o início que vamos entrar em todos os jogos para vencer e a minha coerência tem de corresponder às minhas decisões. É o início de um ciclo, num outro ciclo muito exigente, no qual nós temos o objetivo de, jogo a jogo, superar os obstáculos que temos pelo caminho”, disse.

Antes da pausa, o Sporting de Braga fez sete jogos em 23 dias e “a resposta foi fantástica, num ciclo de jogos exigente”.

“Perante este ciclo, perder apenas no [atual] primeiro classificado do campeonato inglês [Leicester] e ganhar todos os outros jogos foi fantástico. Oxalá possa acontecer neste novo ciclo, que vai ser ainda mais difícil, que nós possamos ganhar a maior parte dos jogos. Por isso é que digo sempre: não olhar para o destino, mas para o caminho. O caminho é sempre o próximo jogo”, disse.

O técnico frisou a importância da pausa no campeonato por causa dos compromissos da seleção, que permitiu, por exemplo, a recuperação total de Ricardo Horta.

“Para nós foi excelente. Há sempre uma ou outra mazela e foi importante para recuperar energias e voltar no máximo da nossa força para atacar este ciclo exigente. Foi importante para recuperar um ou outro jogador, como o Ricardo Horta, que está completamente restabelecido. Ele é um jogador muito importante na nossa dinâmica. Dentro da disponibilidade dos jogadores, vamos estar no máximo da nossa capacidade”, disse.

Francisco Moura lesionou-se com gravidade num treino, na quarta-feira, tendo sofrido uma rutura no ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo, e vai parar cerca de seis meses, perdendo, previsivelmente, o resto da temporada.

“Parte-me o coração, principalmente por ele, um jovem de 21 anos. Estava a fazer um início de campeonato muitíssimo bom, vinha de dois golos com o Benfica, falava-se na imprensa na possibilidade de estar no radar do FC Barcelona e, de repente, num segundo, tudo se transforma”, lamentou.

Carlos Carvalhal realçou que o lateral/extremo esquerdo “é um jovem”, “vai superar esta dificuldade e aparecer mais forte” e que a equipa tem de “seguir em frente”.

“Já jogámos neste ciclo exigente sem jogadores importantes como o Ricardo Horta, o Fransérgio e o David Carmo e o grupo respondeu com vitórias e com boas exibições. Isso é sinal de que não dependemos só de um jogador e temos um grupo muito forte, que vai superar a ausência do Moura, por isso é que lamento por ele, porque gostaria que estivesse cá”, disse.

David Carmo e Fransérgio, castigados, estão também fora do jogo da Taça de Portugal.

SC Braga e Trofense defrontam-se a partir das 19:30 de sábado, no Estádio do Clube Desportivo Trofense, jogo que será arbitrado por Fábio Melo, da associação do Porto.

Continuar a ler

Populares