Seguir o O MINHO

Barcelos

Politécnico de Viana com bandeira a meia haste pela morte de João Carvalho

em

O Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) decretou três dias de luto académico e bandeiras a meia haste pela morte do primeiro presidente do Instituto Politécnico do Cávado e Ave (IPCA), informou hoje o presidente da instituição.

Em comunicado, Rui Teixeira, que é também presidente da Associação de Politécnicos da Região Norte (APNOR) sublinhou que o “professor João Carvalho foi um dos mais notáveis fundadores do subsistema do ensino superior politécnico, um dos que melhor compreendeu a sua melhor natureza e que o mais o promoveu e melhor o construiu na sua verdadeira identidade”.

Rui Teixeira destacou ainda “o investigador de mérito, que fez escola, o verdadeiro dirigente e líder do ensino superior”.

“Foi, antes de mais e sobretudo, um homem bom e grande amigo, pessoal e institucional”, frisou.

João Carvalho morreu na quinta-feira, vítima de doença prolongada, anunciou o instituto em nota publicada no seu ‘site’.

Segundo a nota, João Carvalho foi o primeiro diretor da Escola Superior de Gestão do IPCA, em 1996, e presidente da Comissão Instaladora do instituto durante cinco anos.

Foi também o primeiro presidente eleito do IPCA, em 2011, cargo a que renunciou em 2017, por razões de saúde.

Atualmente, exercia funções como membro do Conselho de Curadores da Fundação IPCA.

Desempenhava o cargo de presidente da Assembleia Representativa da Ordem dos Contabilistas Certificados e era membro do Centro de Investigação em Contabilidade e Fiscalidade, tendo coordenado o Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses durante 14 anos.

“Doutorado em Contabilidade e investigador em contabilidade pública, com dezenas de artigos e livros publicados, era uma referência no ensino superior politécnico, reconhecido pela sua comunidade académica e científica”, lê-se na nota do IPCA.

O corpo está hoje em câmara ardente na Igreja Paroquial de Real, em Braga, estando o funeral marcado para sábado.

Populares